Federico Gambarini/EFE
Federico Gambarini/EFE

Guardiola admite que Bayern foi beneficiado pela arbitragem

Juiz anula gol legítimo do Borussia Dortmund na decisão da Copa da Alemanha

Agência Estado

17 de maio de 2014 | 21h48

BERLIM - O Bayern de Munique conquistou o título da Copa da Alemanha ao derrotar o Borussia Dortmund na prorrogação por 2 a 0, no Estádio Olímpico de Munique, após empate por 0 a 0 no tempo regulamentar, mas o técnico Pep Guardiola admitiu que um erro da arbitragem ajudou a sua equipe a se sagrar campeã neste sábado. "Se aquele gol do Dortmund tivesse sido validado, teria mudado tudo", disse o treinador do Bayern.

Neste sábado, aos 19 minutos do segundo tempo da final, Hummels cabeceou, mas Dante tirou a bola, que já havia cruzado a linha da meta. Porém, a arbitragem não assinalou o gol. Assim, o duelo acabou seguindo para a prorrogação, quando o Bayern assegurou o seu título com os gols marcados por Arjen Robben e Thomas Müller.

Campeão alemão com sete rodadas de antecedência, o Bayern vinha sendo questionado nas últimas semanas após ser eliminado nas semifinais da Liga dos Campeões da Europa pelo Real Madrid. Assim, o capitão Philipp Lahm destacou a importância da conquista. "A coisa mais importante é que vencemos. É sempre algo especial. Nós sofremos um monte de críticas nas últimas semanas", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.