2016.04.13
2016.04.13

Guardiola alfineta Cristiano Ronaldo após eliminar o Benfica

Técnico lembra fato do atacante ter declarado torcida pelo Benfica

Estadão Conteúdo

13 de abril de 2016 | 21h17

Josep Guardiola não deixou de responder Cristiano Ronaldo nesta quarta-feira, após o empate com o Benfica que classificou o Bayern de Munique às semifinais da Liga dos Campeões. O treinador disse que lamentava pelo atacante português, que havia revelado torcida pelo Benfica, apesar de ter defendido o rival Sporting.

"Sei que Cristiano queria muito o Benfica nas semifinais. Portando, sinto muito por ele", disse o treinador do time alemão, numa alfinetada ao craque do Real Madrid. Os comentários lembraram os tempos de rivalidade entre Barcelona, então comandado por Guardiola, e Real, ainda liderado por Cristiano Ronaldo em campo.

Hoje à frente do Bayern, Guardiola aproveitou o empate por 2 a 2 que fez o Bayern se aproximar da final para fazer uma breve avaliação de sua trajetória no time alemão, do qual se despedirá ao fim da temporada europeia - seu destino será o Manchester City, da Inglaterra.

"Tenho lido na Alemanha que, se não ganharmos a Liga dos Campeões, meu trabalho ficará incompleto para os torcedores. Bom, todos os técnicos tentam ganhar títulos e vencer o maior número de jogos possível. Esses números eu consegui aqui e não sei se vou repetir isso algum dia. Nunca ganhei tantas partidas como nesses anos", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.