Jason Cairnduff/Reuters
Jason Cairnduff/Reuters

Guardiola avisa que City precisa de partida 'perfeita' para vencer o Barcelona

No jogo de ida, equipe inglesa acabou goleada por 4 a 0 pelos catalães

Estadão Conteúdo

31 Outubro 2016 | 15h59

A vitória do Barcelona por 4 a 0 sobre o Manchester City, pela terceira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, no Camp Nou, deixou clara a diferença no nível técnico dos dois times, que voltam a se enfrentar nesta terça-feira, desta vez na Inglaterra. O técnico Pep Guardiola, agora no City, reconhece que seu time é azarão e está um nível abaixo.

"Nós sabemos que precisamos jogar quase perfeitamente para vencer e vamos colocar isso como meta - e, se não, vamos parabenizá-los pela maneira como jogaram e colocar nossa cabeça no jogo em Mönchengladbach", disse Guardiola, nesta segunda, fazendo referência também ao duelo contra o Borussia pela quinta rodada. 

O treinador concedeu entrevista coletiva pré-jogo e fez mistério sobre a opção tática do time. "O Agüero será titular, mas eu não vou dizer em que posição ele vai jogar", comentou o treinador, depois de o argentino marcar dois gols na vitória por 4 a 0 sobre o West Bromwich Albion, pelo Inglês, no sábado.

No treino desta segunda-feira, o treinador contou com o retorno de Pablo Zabaleta, que estava no departamento médico desde o jogo no Camp Nou, há duas semanas, e pode ser titular da lateral direita na terça. Aí, Fernandinho não precisaria jogar deslocado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.