Guardiola diz que Barcelona não pode afrouxar

Nas vésperas de uma semana decisiva para toda a temporada do Barcelona, Josep Guardiola endureceu o discurso. Nesta sexta-feira, o técnico afirmou que os bons resultados só dependem do próprio esforço dos jogadores. E exigiu que eles não afrouxem.

AE, Agência Estado

23 de abril de 2010 | 12h46

Faltando cinco rodadas para o término do Campeonato Espanhol, e na liderança com um ponto na frente do Real Madrid, o Barcelona enfrenta o Xerez neste sábado e o Villarreal no próximo final de semana. Encara ainda a Inter de Milão na quarta-feira, no Camp Nou, depois de perder o jogo de ida da semifinal da Liga dos Campeões por 3 a 1.

"Esta semana tudo se decide. Só depende de nós mesmos. Não podemos afrouxar. Será um esforço muito grande, mas também por um período curto", afirmou o treinador, que espera ampliar o encantamento com os feitos do Barcelona.

"Todos se recordarão como uma geração que, durante 19 ou 20 meses, fez coisas impressionantes. Mas só teremos o verdadeiro reconhecimento se continuarmos ganhando", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBarcelonaGuardiola

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.