Anthony Devlin / EFE
Anthony Devlin / EFE

Guardiola evita comparar City com Barça, mas admite: 'Não estamos no mesmo nível'

Técnico foi bicampeão da Liga dos Campeões como treinador do time catalão

Estadão Conteúdo

06 Março 2018 | 12h34

O Manchester City vem tendo um desempenho incrível nesta temporada europeia, na qual é o líder disparado do Campeonato Inglês, 16 pontos à frente do vice-líder Manchester United. Para completar, conquistou no mês passado o título da Copa da Liga Inglesa ao atropelar o Arsenal com uma vitória por 3 a 0, no estádio de Wembley, em Londres, onde dias depois repetiu o placar diante do mesmo rival pelo Inglês.

+ Sob os olhares de Tite, City bate Chelsea e abre 18 pontos na liderança do Inglês

+ Manchester City leva multa por confusão na Copa da Inglaterra

Nesta quarta-feira, às 16h45 (de Brasília), a equipe recebe o Basel em sua casa para ratificar a classificação às quartas de final da Liga dos Campeões, pois no duelo de ida, na Suíça, goleou o adversário por 4 a 0 e abriu uma vantagem enorme para o confronto de volta das oitavas.

Nesta terça-feira, porém, o técnico Pep Guardiola procurou conter a euforia ao ser questionado por um repórter, em entrevista coletiva, se hoje ele vê o City no mesmo nível do Barcelona, clube pelo qual o treinador fez história com inúmeros títulos na fase mais gloriosa de sua carreira nesta função.

"Não estamos no mesmo nível (do Barça). E não é bom nos compararmos com eles. Aquele time dominou os últimos dez anos. Nós apenas vencemos nosso primeiro título", disse o comandante, se referindo ao troféu da Copa da Liga Inglesa, que foi o primeiro erguido pelo espanhol como treinador do City.

O espanhol ainda foi enfático ao lembrar que é preciso mostrar regularidade com títulos durante várias temporadas para poder pensar em se ver no mesmo patamar de uma equipe como é o Barcelona ou o próprio Real Madrid, por exemplo. "Para ser comparado com times como estes você tem de estar lá (levantando taças) por muitos, muitos anos. Nós apenas ganhamos um título", reforçou.

Como jogador do Barça, Guardiola ganhou 16 troféus, sendo um deles da Liga dos Campeões. Depois, como técnico, fez ainda mais história como protagonista na beirada do campo com 14 taças em apenas quatro temporadas. Dois destes títulos foram justamente da principal competição de clubes do futebol europeu, no qual agora ele almeja tornar o City campeão pela primeira vez. E o técnico admite também que a conquista desta edição do Campeonato Inglês está próxima de ser garantida.

"Nós estamos muito perto. Eu não estou dizendo que nós vamos ganhar. Nós estamos quase nas quartas de final da Liga dos Campeões e somos quase campeões do Campeonato Inglês. Mas no futebol isso não é certo enquanto você não garante o título", alertou Guardiola, que ao mesmo tempo cobrou empenho para que os seus jogadores não se acomodem por causa da goleada por 4 a 0 obtida na partida de ida contra o Basel.

"Esse é um jogo de Liga dos Campeões e a Liga dos Campeões é algo especial. No futebol, qualquer coisa é possível, mas nós temos de estar calmos e focados no que nós temos de fazer", ressaltou o espanhol, ciente, porém, de que está com um pé nas quartas de final da competição continental.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.