Guardiola exalta atuação do City e culpa expulsão por goleada do Barcelona

Goleiro Claudio Bravo foi expulso no segundo tempo da derrota

Estadão Conteúdo

19 Outubro 2016 | 20h56

O Manchester City foi atropelado pelo Barcelona por 4 a 0 nesta quarta-feira, no Camp Nou, pela Liga dos Campeões, mas o resultado não traduziu o que foi visto em campo. Pelo menos foi isso que garantiu o técnico do time inglês, Pep Guardiola, que elogiou a atuação de seus comandados.

"Jogar aqui é muito complicado, mas nós tentamos. Tenho a percepção de que não jogamos mal. Sabemos de onde viemos. Creio que fomos valentes, mas jogar 10 contra 11 é muito complicado, e eles são muito bons", considerou.

Para Guardiola, o momento que definiu o desenrolar da partida aconteceu no início do segundo tempo. Com o placar em 1 a 0 e o City pressionando, o goleiro Bravo cometeu um erro bobo, entregou a bola nos pés de Luis Suárez e defendeu o toque de cobertura do uruguaio com as mãos fora da área. Foi expulso, e a partir daí, o Barcelona deslanchou.

"Foi difícil jogar. A partida estava aberta até aquele momento da expulsão. Até então, tínhamos criado oportunidades de gol", comentou o treinador, que ainda elogiou Messi, autor de três gols e uma assistência. "Desde que eu o conheci, ele faz essas coisas. E continua fazendo."

Do lado catalão, a avaliação do treinador Luis Enrique foi bastante parecida. "Nós aproveitamos os erros que o rival cometeu. Para as equipes que tentam criar, é lógico e normal que isso possa ocorrer", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.