Lee Smith/Reuters
Lee Smith/Reuters

Guardiola exalta brasileiros do Shakhtar antes de jogo pela Liga dos Campeões

Manchester City recebe o time ucraniano nesta terça-feira

Estadão Conteúdo

25 de setembro de 2017 | 21h02

Embalado por seis vitórias consecutivas, o Manchester City recebe o Shakhtar Donetsk nesta terça-feira pela Liga dos Campeões. Apesar do favoritismo todo do lado inglês, o técnico Pep Guardiola não poupou elogios ao rival, principalmente pela atuação dos brasileiros, e previu bastante dificuldade para o confronto.

"É a sétima vez que jogo contra eles e sempre me impressionam. São dos melhores rivais jogando futebol, com muitos brasileiros. O problema sobre o Shakhtar é que jogam na Ucrânia e ninguém os conhece, mas são muito bons. Sempre foram muito difíceis de vencer", opinou o treinador.

Na estreia da Liga dos Campeões, o Shakhtar recebeu o Napoli e venceu por 2 a 1, com direito a gol do brasileiro Taison. Além dele, o time ucraniano teve como titulares Ismaily, Marlos, Bernard e Fred, todos do País. Dentinho entrou no segundo tempo e Alan Patrick e Márcio Azevedo ainda ficaram como opções. Se o elenco ucraniano representa uma dificuldade para o City, Guardiola ainda terá que lidar com desfalques. O zagueiro Kompany não se recuperou de uma lesão na panturrilha sofrida a serviço da seleção belga, no início do mês, e está fora. Assim como o volante Gündogan, com problema no joelho.

"O Kompany não está pronto para amanhã. O Gündogan participou de apenas parte do treino de ontem, situação similar à do Kompany", explicou Guardiola, que pode ficar também sem o lateral-esquerdo Mendy, com dores no joelho. "Ainda vamos fazer um teste para saber se o Mendy pode jogar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.