Reuters/ Valentyn Ogirenko
Reuters/ Valentyn Ogirenko

Guardiola exalta Shakhtar e prega cuidado no Bayern

'Se jogarmos abaixo, poderemos ser nocauteados', alerta Pep; Xabi Alonso ainda é dúvida, mas Ribery está confirmado como titular

Estadão Conteúdo

16 de fevereiro de 2015 | 20h33

Josep Guardiola cobrou cautela do time do Bayern de Munique, nesta segunda-feira, antes da estreia na fase final da Liga dos Campeões. Para o treinador dos alemães, o Shakhtar Donetsk, rival desta terça-feira, tem grande potencial ofensivo e pode surpreender se o Bayern não jogar em alto nível.

"Se jogarmos abaixo do que podemos, poderemos ser nocauteados pelo Shakhtar", alertou Guardiola. "Respeito muito o Shakhtar e Mircea Lucescu. É um treinador muito inteligente e formou uma das melhores equipes da Europa. Enfrentei o Shakhtar cinco vezes pelo Barcelona e foram jogos muito difíceis", apontou.

Guardiola se mostrou mais preocupado com o ataque do time ucraniano, que conta com o artilheiro da Liga dos Campeões, o brasileiro Luiz Adriano. "Eles têm o Luiz Adriano e Douglas Costa, Marlos, Taison, Alex Teixeira são grandes jogadores. E tenho palavras especiais para o capitão Darijo Srna. Acompanho seu futebol e digo que ele poderia jogar em qualquer time do mundo", elogiou.

Sobre o seu time, o treinador garantiu a escalação de Franck Ribéry. "Ele está pronto para jogar. Já Xabi Alonso treinou bem ontem e hoje, mas sua condição física ainda está em aberto. Vamos tomar uma decisão sobre sua escalação até amanhã", desconversou Guardiola, sem revelar todo o time que entrará em campo na Ucrânia, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.