Genya Savilov / AFP
Genya Savilov / AFP

Guardiola recebe advertência por comentários sobre arbitragem antes de clássico

Apesar de não ter feito qualquer crítica, regras da Federação Inglesa proíbem qualquer técnico de comentar sobre os árbitros

Estadão Conteúdo

21 de novembro de 2018 | 14h50

Os comentários de Pep Guardiola sobre o árbitro Anthony Taylor antes do clássico contra o Manchester United, realizado no último dia 11, no Ettihad Stadium, em Manchester, pelo Campeonato Inglês, não ficaram no esquecimento. Nesta quarta-feira, o treinador espanhol do Manchester City recebeu uma advertência dada pela Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) por quebrar uma regra sobre não falar de arbitragem antes de partidas no país.

Na semana que antecedeu o clássico - vencido pelo Manchester City por 3 a 1 - Guardiola foi questionado em sua entrevista coletiva de imprensa se ele achava que o fato de Taylor ser oriundo de Wythenshawe, na região metropolitana de Manchester, era significativo em termos de como ele lidaria com o desafio de trabalhar na partida.

"Então, não há problema. Ele tentou fazer o melhor trabalho como nós tentamos como técnico e jogadores de futebol. Mesmo com VAR, haverá erros, mas reduzirá esse problema.", disse. "O árbitro não quer cometer erros, mas sabe que todo mundo ao redor do mundo vai assisti-lo e ele não quer cometer erros. Isso é bastante certo", completou.

As regras da FA proíbem qualquer técnico de comentar sobre a arbitragem da partida de qualquer maneira e, por isso, Guardiola recebeu um aviso, evitando uma punição maior da federação inglesa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.