Guardiola reconhece a superioridade da Inter de Milão

Nem o técnico do Barcelona pôde negar nesta terça-feira que a Internazionale de Milão mereceu a vitória por 3 a 1 sobre o seu time, pelo jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões. Após a partida em Milão, Josep Guardiola admitiu a superioridade da equipe italiana, que poderá perder até por um gol de diferença no confronto da volta, na semana que vem, no Camp Nou.

AE, Agência Estado

20 de abril de 2010 | 21h12

"Nós tentamos, mas não conseguimos achar os espaços que queríamos. Isso acontece às vezes quando você joga contra um time como a Inter", comentou Guardiola. O treinador também fez questão de parabenizar o rival pela vitória. "Parabéns a eles, mas nos vemos na próxima semana", disse.

Para Guardiola, o maior erro do Barça foi não manter a posse de bola. "Nós perdemos a bola com muita frequência. Hoje não foi nosso melhor jogo", afirmou. "Nós começamos a atacar com velocidade no final do jogo e a defesa da Inter acusou (o golpe), mas não mudou a maneira como a partida terminou."

O técnico também desconversou sobre a possibilidade de a longa viagem até Milão ter influenciado na derrota. "Eu não sou um médico, então não sei o quanto a viagem nos afetou", alegou Guardiola, que, junto com o grupo do Barça, enfrentou 14 horas de trajeto de ônibus por causa do caos aéreo na Europa, provocado pela erupção de um vulcão na Islândia.

No jogo da volta, na semana que vem, o treinador promete ofensividade para buscar reverter a vantagem da Inter. "Nós vamos tentar fazer o nosso jogo ofensivo e movimentar a bola mais rápido do que fizemos hoje", disse. "Estas são as semifinais da Liga dos Campeões. Nunca é fácil", concluiu Guardiola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.