John Sibley/Reuters
John Sibley/Reuters

Guardiola rejeita críticas sobre comportamento do Manchester City na China

Estatal chinesa Xinhua publicou um editorial acusando o clube de visitar o país apenas para 'ganhar dinheiro, não corações'

Redação, Estadão Conteúdo

23 de julho de 2019 | 09h26

A passagem do Manchester City pela China nesta pré-temporada tem rendido polêmicas. Depois de reclamar do calor no país asiático e do atraso para chegar em Nanjing, para o primeiro amistoso, o técnico espanhol Pep Guardiola foi alvo de críticas por parte da imprensa chinesa pelo suposto mau comportamento do time e, nesta terça-feira, as rejeitou.

A agência de notícias estatal chinesa Xinhua publicou um editorial em inglês na segunda-feira criticando o comportamento da equipe durante o torneio amistoso Premier League Asia Trophy disputado em Nanjing e em Xangai. O texto, intitulado "O amor dos fãs pelo Manchester City não é correspondido no país", acusou o clube de visitar a China apenas para "ganhar dinheiro, não corações".

Segundo o editorial, o clube inglês teria mostrado "uma atitude arrogante" e, enquanto as outras equipes que participaram da competição ganharam "um novo respeito e novos fãs", o Manchester City vai deixar a China sem nada disso.

Já em Hong Kong, onde o time jogará nesta quarta-feira um amistoso contra o Kitchee, clube local, Guardiola respondeu em entrevista coletiva dizendo que essas declarações eram simplesmente "falsas". "Para fazer uma declaração como essa, eles precisam saber exatamente o que aconteceu aqui no nosso clube", disse o treinador.

"Nós tivemos um grande momento em Xangai. Nós estamos comprometidos com o que estamos fazendo aqui na China. Vir à Ásia e viver a cultura, os restaurantes. É incrível conhecer outras pessoas. É por isso que não consigo entender o que você está dizendo da gente. Talvez um jornalista tenha sido um pouco infeliz, não sei porquê, mas isso está longe da realidade", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.