Guatemala: Diretor preso por pirataria

O gerente de futebol da seleção da Guatemala, Jorge Castro, foi preso acusado de violar direitos autorais. O dirigente seria responsável por um lote de 35 mil camisas, todas falsas, vendidas por até US$ 40 nos Estados Unidos. O time guatemalteco, que usa camisas da Adidas, enfrentará o Brasil na quarta, em amistoso.

Agencia Estado,

22 Abril 2005 | 19h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.