Guatemaltecos são banidos do futebol por combinação de resultados

Três jogadores do país foram acusados de aceitarem suborno para combinar os resultados

EFE

12 de setembro de 2012 | 20h45

GUATEMALA - A Federação de Futebol da Guatemala baniu do esporte três jogadores da seleção do país acusados de aceitarem suborno para combinar os resultados de pelo menos três jogos, informou nesta quarta-feira o presidente da entidade, Bryan Jiménez.

O órgão disciplinar da Federação tomou a decisão de suspender definitivamente o meia Guillermo Ramírez, que estava sem clube, e os defensores Gustavo Cabrera, que estava no Juventud Escuintleca, e Yony Flores, que teve o Malacateco com seu último clube.

Desde junho, os três atletas cumpriam suspensão preventiva, enquanto era realizada a investigação das acusações que pesavam contra eles.

O dirigente afirmou que a Federação comprovou a participação dos jogadores em acerto de resultados de pelo menos três partidas da seleção, contudo, não revelou detalhes sobre valores, origem dos subornos e que partidas foram objeto de manipulação.

Os três jogadores, que se declararam inocentes durante o processo, foram expulsos da seleção guatemalteca em maio do ano passado pelo técnico paraguaio Ever Hugo Almeida, que justificou a dispensa por atos de indisciplina.

Os supostos jogos arranjados pelos atletas teriam sido dois amistosos contra a seleção da Costa Rica e um terceiro contra a seleção venezuelana. Os fatos foram investigados por uma comissão da Fifa, cujo relatório ainda não foi divulgado.

A promotoria guatemalteca, por sua vez, iniciou investigação contra os três jogadores em julho, para tentar descobrir se realmente houve a combinação de resultados, e se outros crimes, como lavagem de dinheiro teriam sido cometidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Guatemalasubornoinvestigação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.