Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Guerrero admite ansiedade para voltar a jogar na Libertadores

'Demorou demais. Foi uma eternidade esperar para voltar', diz

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

16 Março 2015 | 12h25

O atacante Guerrero revelou nesta segunda-feira, antes do embarque da delegação do Corinthians para Montevidéu, onde a equipe enfrenta o Danúbio na terça, pela terceira rodada da Libertadores, que está ansioso para voltar a disputar o torneio continental. O peruano não joga na Libertadores desde 4 de fevereiro e nesse período cumpriu três jogos de suspensão após dar uma cotovelada em um adversário no primeiro jogo contra o Once Caldas, pela fase preliminar do torneio continental.

"Demorou demais. Foi uma eternidade esperar para voltar à Libertadores. Fiquei chateado de não poder ter uma sequência, foi ruim para mim. Mas agora estou de volta e espero fazer os gols que não fiz nos primeiros jogos", disse.

Guerrero também voltou a afirmar que achou exagerada a punição imposta a ele pelo Tribunal Disciplinar da Conmebol. O órgão entendeu que o peruano agrediu o adversário intencionalmente. "Disse algumas vezes que foi pesado, que me deixou muito triste. Não sei o motivo pelo qual fizeram isso comigo, mas agora quero pensar em jogar bola."

O Corinthians busca diante do Danubio a terceira vitória seguida na Libertadores para deixar a classificação para a próxima fase bem encaminhada. Guerrero é a principal referência ofensiva da equipe, mas ainda está devendo uma grande atuação nesta temporada. "É sempre difícil jogar no campo do adversário, mas já demonstramos que sabemos fazer isso e temos qualidade. Vamos jogar pela vitória", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.