Fabio Motta/AE
Fabio Motta/AE

Guerrero celebra 1.º gol pelo Corinthians e é elogiado

Recuperado de lesão, peruano marcou o gol de empate e deve voltar a seleção do seu país nas Eliminatórias

AE, Agência Estado

23 de setembro de 2012 | 20h22

RIO - O empate por 2 a 2 diante do Botafogo, neste domingo, no Engenhão teve um sabor especial para o atacante peruano Paolo Guerrero. Ele começou como titular depois de se recuperar de uma lesão no tornozelo direito e marcou seu primeiro gol com a camisa do Corinthians.

"Para mim foi bom, quero estar 100%. Eu vinha de lesão, me recuperei e pude fazer meu gol. Quero me sentir bem para poder jogar mais." O gol marcado por ele foi de um típico centroavante. A bola estava "viva" na área do Botafogo, num bate e rebate, e o atacante escorou de cabeça para as redes.

Tite elogiou a participação de Guerrero e disse que atacante pode suprir a carência de um jogador que segure a bola no ataque. "Tenho um jogador de presença, que faz pivô para o meia chegar ou os jogadores do lado."

O grande problema de Tite é a seleção peruana. Agora que Guerrero está bem e poderia engrenar uma sequência, deve ser convocado para a próxima rodada das Eliminatórias, dias 12 e 16 de outubro.

As convocações e a lesão que Guerrero sofreu no tornozelo explicam o fato de o atacante ter jogado pouco pelo Corinthians desde que foi contratado há dois meses. Contra o Botafogo, o peruano, que veio do Hamburgo, fez apenas seu oitavo jogo pelo time.

Sobre o jogo, Tite considerou justo o empate justo pelo que o Botafogo jogou no final do jogo. "Eles tiveram intensidade no final", afirmou. O treinador do Corinthians reconheceu que Martínez estava impedido quando foi derrubado na área e o juiz marcou pênalti do segundo gol. "Se o lance foi irregular, deveria ter sido marcado."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.