Sergio Neves/AE
Sergio Neves/AE

Guerrero é elogiado por Tite após jogar 7min em estreia

Atacante peruano entrou no final da vitória contra o Cruzeiro, no Pacaembu

FÁBIO HECICO, Agência Estado

26 de julho de 2012 | 09h23

Depois de o Corinthians vencer o Cruzeiro por 2 a 0, na noite da última quarta-feira, no Pacaembu, o técnico Tite exaltou a boa condição física e o alto nível de concentração exibidos pelo time no confronto, além de ter elogiado o atacante peruano Paolo Guerrero, que jogou apenas sete minutos depois de substituir Emerson aos 41 da etapa final.

No pouco tempo em que esteve em campo, o estreante conseguiu tocar na bola algumas vezes e fez uma tabela com Fábio Santos, mas a sua participação já foi suficiente para que o comandante exibisse satisfação com o ex-jogador do Hamburgo.

"Em termos táticos ele vai ser utilizado em suas características. Pode ser o pivô, coloquei para quebrar gelo e reter bola na frente. O ideal é ter mais tempo de trabalhar, não posso abrir mão de um jogador desse peso. Ele demonstrou boa vontade, disposição. Mais do que falar. É só ver o primeiro lance dele. Saiu da área correndo atrás do volante, entrou no nosso campo e pressionou para retomada da posse de bola. Veio com espírito competitivo também", analisou.

Em seguida, Tite enfatizou que Guerrero soube aproveitar o tempo muito curto que esteve em campo para provar que é uma boa opção para o ataque e poderá brigar para ser titular. "Em cinco minutos você mostra o que precisa. Ele apresentou esse conceito de competição muito grande. Mas foi importante porque também quebra o gelo da estreia", completou.

Já ao falar da questão física da equipe, o treinador elogiou o trabalho que vem sendo realizado há bastante tempo pelo preparador Fabio Mahseredjian, que "não estoura os jogadores" mesmo com a maratona de jogos, e lembrou que o time voltou a exibir o foco necessário para conseguir voltar a vencer. No último sábado, com uma atuação instável, a equipe corintiana empatou por 1 a 1 com a Portuguesa, no Pacaembu.

"Houve nível de concentração. A sintonia está aqui em cima (disse o treinador elevando as mãos para o alto). Eu conheço eles", ressaltou Tite, antes de salientar, porém, que o time ainda tem "margem para crescer e entrosar as novas peças" do elenco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.