Guadalupe Pardo/Reuters
Guadalupe Pardo/Reuters

CBF confirma que Guerrero testou positivo para estimulante em exame antidoping

Atacante foi flagrado após partida da seleção do Peru contra a Argentina pelas Eliminatórias em outubro; atacante fica preventivamente suspenso da repescagem da Copa

O Estado de S.Paulo

03 de novembro de 2017 | 15h27

O atacante Paolo Guerrero foi flagrado no exame antidoping após a partida entre Peru e Argentina, em 5 de outubro, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo da Rússia de 2018. A CBF confirmou a informação na tarde desta sexta-feira, mas ainda não sabe qual foi a exata substância detectada no teste.

+ Peru convoca para Eliminatórias e desfalca Flamengo e São Paulo

+ Colômbia rechaça acusação de armação em jogo contra o Peru

+ Argentina fica no 0 a 0 com o Peru e se complica nas Eliminatórias

O jogador ainda tem cinco dias para apresentar a defesa e tem o direito de solicitar uma contraprova. Caso o novo exame dê novamente positivo, Guerrero deve receber uma punição oficial da Fifa e aí fatalmente ficaria de fora dos dois duelos da seleção peruana da repescagem por uma vaga ao Mundial da Rússia. A equipe enfrentará a Nova Zelândia nos dias 11 e 16 de novembro.

O presidente do controle de dopagem da entidade, Fernando Solera, concedeu entrevista ao Sportv e explicou a situação do centroavante do Flamengo. "O que existe no momento é um resultado analítico adverso para uma substância estimulante. Os estimulantes estão na categoria S6. Pode vir de uma medicação utilizada, e aí não é um resultado positivo. Caiu por terra essa história de enviar a lista do que é administrado. O que está na lista da Wada (Agência Mundial Antidoping) não pode ser administrado, só se o jogador tem uma justificativa médica", disse.

Guerrero está há 14 dias sem atuar pelo Flamengo, desde que voltou ao clube após ter defendido o Peru nas rodadas finais das Eliminatórias Sul-Americanas. Na ocasião, o clube alegou que o centroavante se recuperava de um edema na coxa. Ele voltou a treinar nesta manhã de sexta e o time rubro-negro pretendia contar com ele no jogo contra o Grêmio, em Porto Alegre, no próximo domingo.

Solera disse que, enquanto a contraprova não confirmar o doping, Guerrero está liberado para jogar. De acordo com ele, o centroavante poderia entrar em campo pelo Flamengo no Campeonato Brasileiro. "Não teria problema. Enquanto não for confirmado, ele pode jogar", garantiu.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.