Andres Stapff/Reuters
Andres Stapff/Reuters

Guerrero é o maior artilheiro estrangeiro do Corinthians

Peruano chegou aos 47 gols e ultrapassou Tevez

O Estado de S.Paulo

17 de março de 2015 | 23h11

Com o gol marcado nesta terça-feira na vitória por 2 a 1 sobre Danubio, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores, no estádio Luis Franzini, em Montevidéu, no Uruguai, o atacante Guerrero chegou aos 47 marcados pelo Corinthians, deixou o argentino Carlitos Tevez para trás e se isolou como maior artilheiro estrangeiro da história do clube do Parque São Jorge.

“É uma marca muito importante, mas ainda quero muito mais pelo Corinthians”, disse o peruano, que tem contrato até o dia 15 de julho. Para renovar o vínculo com o Alvinegro, o atacante pede US$ 7 milhões de luvas e R$ 500 mil de salário.


Guerrero não jogava na Libertadores desde 4 de fevereiro. Nesse período, ele cumpriu três jogos de suspensão por ter dado uma cotovelada em um adversário no primeiro jogo contra o Once Caldas pela pré-Libertadores. 

“Considero que ainda não tinha estreado na competição, hoje foi minha estreia. Estou feliz porque ajudei a contribuir com o time. O mais importante é que fizemos o trabalho, somamos os três pontos”, disse.

Guerrero foi a referência ofensiva da equipe. O atacante sofreu um pênalti não marcado no primeiro tempo e na etapa final briu o placar em um momento que Danubio crescia no jogo.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolCorinthiansLibertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.