Silvio Avila/EFE
Silvio Avila/EFE

Guerrero festeja volta ao campos com gol pelo Inter: 'Estava com muita saudade'

Após oito meses de suspensão, o peruano fez sua aguardada estreia pelo Internacional

Redação, Estadao Conteudo

06 de abril de 2019 | 20h46

O Internacional levou a vaga na final do Campeonato Gaúcho com a vitória sobre o Caxias, por 2 a 0, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Mais do que o resultado, o que chamou atenção foi a estreia do atacante Paolo Guerrero. O peruano estava sem jogar desde julho de 2018 e deixou sua marca para abrir o caminho para o triunfo colorado.

Apesar do gol, Guerrero fez uma partida discreta. Ele tentou orientar os companheiros de ataque no primeiro tempo, apareceu para fazer o pivô, mas tocou pouco na bola. Porém, quando teve sua primeira chance de finalizar, ele marcou aos 37 minutos em cabeçada após cobrança de escanteio de Camilo. Bastante aplaudido, ele deixou o campo aos 15 minutos do segundo tempo, substituído por Johnatan Alvez, e celebrou o seu retorno aos gramados de forma positiva.

O último gol marcado pelo jogador havia ocorrido no dia 26 de junho, na vitória do Peru sobre a Austrália, por 2 a 0, pela Copa do Mundo da Rússia. Ou seja, estava há 284 dias sem balançar as redes adversárias. "Estava com muita saudade. Só tenho que agradecer à torcida, ao Inter, por como eles me acolheram. Estava com um sonho de entrar em campo, representar o Inter. Quero focar em jogar, esquecer o que aconteceu. Minha vida é o futebol e só quero jogar futebol", comentou o jogador.

Com a estreia, Guerrero concorre a uma vaga entre os titulares no time que vai entrar em campo pela Copa Libertadores na próxima terça-feira. O Inter enfrenta o Palestino, do Chile, às 21h30, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

"O professor Odair (Hellmann) falou comigo, que ia ter um jogo de 70 minutos, saio feliz, me senti bem. Agora é pensar em terça, teremos um jogo forte e precisamos vencer em casa", acrescentou o peruano.

O treinador do Inter elogiou a partida feita por Guerrero e comemorou a possibilidade de mais uma opção no elenco. "O Guerrero fez sua estreia, uma boa estreia, fez gol, o que dá mais confiança para o atacante que briga por uma posição. É mais um jogador qualificado para o grupo. A gente vai observar nos treinos, ver qual a melhor opção para terça-feira. O mais importante é que está à disposição", comentou Odair Hellmann.

"Estou feliz com a resposta que o grupo está dando. Não é fácil jogar nesse nível de comprometimento, falei isso no vestiário depois do jogo. O que nos trouxe à final foi o grupo. Bom que conseguimos colocar todos para jogar e chegar na final. O mais importante é que todos estão dando uma boa resposta", reforçou o comandante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.