Guerrero; Inter
Guerrero; Inter

Guerrero marca em 1º treino com bola pelo Inter e tem torcida de peruanos em CT

Atacante ficou cinco meses e meio afastado do futebol, em virtude de suspensão por doping

Redação, Estadão Conteúdo

06 de fevereiro de 2019 | 19h10

De volta após cinco meses e meio afastado dos gramados por causa de uma suspensão por doping, Paolo Guerrero realizou nesta quarta-feira, no CT Parque Gigante, em Porto Alegre, o seu primeiro treino com bola ao lado dos seus companheiros de Internacional.

Em uma atividade no qual chegou a receber até o apoio de alguns torcedores peruanos que foram até o local e chegaram a exibir uma bandeira do Peru, o jogador participou do treino de maneira intensa e chegou a marcar um gol no trabalho tático disputado em campo reduzido sob o comando do técnico Odair Hellmann.

Na última terça-feira, Guerrero, de 35 anos, também esteve no CT Parque Gigante, onde foi submetido a exames médicos e testes físicos. Além disso, correu em volta do gramado e na esteira. O trabalho serviu como preparação para o duelo com o Juventude, no próximo domingo, pela sexta rodada do Campeonato Gaúcho, mas o atacante peruano só poderá estrear pelo Inter após o dia 5 de abril, quando encerra a sua suspensão.

Neste treinamento de quarta-feira, Guerrero foi apoiado com gritos de torcedores peruanos sempre que tocava na bola e fez o seu gol em uma finalização de primeira após receber um passe na entrada da grande área. Depois de ficar em Lima, no Peru, durante o seu período de afastamento dos gramados, o goleador desembarcou na segunda-feira na capital gaúcha, onde foi direto ver a vitória do Inter sobre o Brasil de Pelotas, no Beira-Rio, por 1 a 0.

GRE-NAL É ANTECIPADO

Por causa de sua suspensão, Guerrero não poderá participar do primeiro clássico entre Grêmio e Inter em 2019. O confronto, que estava inicialmente marcado para o dia 17 de março, um domingo, foi antecipado para ocorrer no dia 16, na arena gremista, pela 10ª rodada do Campeonato Gaúcho. A mudança foi confirmada nesta quarta pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF), que justificou que a alteração ocorreu após "solicitação da emissora detentora dos direitos de transmissão" da competição.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.