Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Guerrero marca em reencontro com o Flamengo e Inter ganha a 1ª no Brasileirão

Arrascaeta chegou a empatar na segunda etapa, mas Sarrafiore, saiu do banco para dar o primeiro triunfo ao time gaúcho no torneio

Ricardo Magatti, especial para o Estado, Estadão Conteúdo

01 de maio de 2019 | 18h18

No reencontro de Paolo Guerrero com o Flamengo, o centroavante peruano levou a melhor ao marcar uma vez diante de seu ex-time e ajudar o Internacional a vencer a equipe carioca por 2 a 1 nesta quarta-feira, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Guerrero anotou o gol que abriu o placar para o Inter no primeiro tempo, etapa em que o time colorado dominou o rival rubro-negro. O uruguaio Arrascaeta empatou na segunda etapa, mas outro gringo, o argentino Sarrafiore, saiu do banco para dar o primeiro triunfo à equipe gaúcha no torneio. Com uma derrota e uma vitória na competição, as duas equipes ficam com três pontos na classificação.

Se não foi goleador em sua passagem sem tanto brilho pelo Flamengo, do qual saiu sem deixar saudades, Guerrero ostenta um ótimo início em seu novo time. O peruano melhorou ainda mais sua média de gols ao balançar as redes pela quarta vez em seis jogos desde que estreou.

No geral, o Inter foi melhor e escancarou a dificuldade que o Flamengo tem de jogar fora de casa e a irregularidade dos cariocas. O time de Abel Braga é capaz de feitos relevantes, como derrubar a invencibilidade do Cruzeiro no ano, mas é muito inconstante, repete falhas e, assim, não consegue espantar a desconfiança da torcida e deslanchar na temporada.

O JOGO

O primeiro tempo de contrastes teve o Inter superior diante de um inseguro e inoperante Flamengo. O time gaúcho foi intenso, com movimentação e troca de passes rápidos no ataque, e teve sucesso na tentativa de abrir a defesa adversária ao inaugurar o placar cedo.

Guerrero fez valer a lei do ex e aproveitou lindo cruzamento de D'Alessandro da esquerda para estufar as redes de cabeça aos quatro minutos. Após o gol, o Inter ainda teve chances de ampliar com Nico López e D'Alessandro, em arremates de fora da área. O Flamengo, pouco inspirado, não incomodou muito o rival. Até chegou a balançar as redes com Rhodolfo, mas o lance foi anulado com o auxílio do VAR pois a bola bateu no braço do zagueiro antes de ele finalizar.

No segundo tempo, o time rubro-negro, como tem sido frequente nos jogos desta temporada, retornou melhor do intervalo depois de algumas mudanças táticas ordenadas por Abel Braga e chegou ao gol de empate aos 14 minutos, com Arrascaeta, meio sem querer. O uruguaio levantou na área para Everton Ribeiro, que não alcançou. A bola pegou efeito e entrou direto no gol, enganando o goleiro Marcelo Lomba.

O que poderia ser o gol do ressurgimento do Flamengo na partida acabou sendo ligando o alerta do Inter, que retomou o domínio do jogo depois das entradas de Guilherme Parede e, principalmente, Sarrafiore, que recolocou o time colorado em vantagem aos 33 minutos. No lance, o argentino recebeu de Edenílson, avançou e chutou no canto esquerdo de César para garantir o primeiro triunfo da equipe no torneio. No final, Abel apostou nos jovens crias da base, mas teve êxito.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL 2 x 1 FLAMENGO

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick (Guilherme Parede), D'Alessandro (Sarrafiore) e Nico López (Nonato); Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

FLAMENGO - César; Pará, Léo Duarte, Rhodolfo e Renê; Cuéllar, Willian Arão (Lucas Silva) e Everton Ribeiro (Lincoln); Arrascaeta (Diego), Gabriel e Bruno Henrique. Técnico: Abel Braga.

GOLS - Paolo Guerrero, aos quatro minutos do primeiro tempo. Arrascaeta, aos 14, e Sarrafiore, aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Rodrigo Dourado, Zeca e Nico López (Inter); Renê e Bruno Henrique (Flamengo).

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

RENDA - R$ 1.759.480,00.

PÚBLICO - 36.010 pagantes (40.588 no total).

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.