Guerrero tem pedido de dispensa negado e joga amistosos pelo Peru

Atacante se junta a Gil, Elias e Lodeiro, que também desfalcarão o Corinthians por causa das partidas de suas seleções em setembro

O Estado de S. Paulo

22 de agosto de 2014 | 13h19

Por mais que tenha dito publicamente que pretendia ajudar o Corinthians na maratona de jogos da Copa do Brasil e Brasileirão, Paolo Guerrero vai mesmo se juntar ao elenco da seleção peruana para jogar amistosos contra Iraque e Catar, entre os dias 5 e 9 de setembro. Após a vitória da equipe paulista sobre o Goiás nesta quinta-feira, o jogador disse que teve o seu pedido de liberação negado pela Federação local.

"Eu tenho de ir para a minha seleção. Como todo jogador brasileiro, tenho de ir quando sou convocado. Tentei falar com o treinador (Pablo Bengoechea), mas ele também precisa de mim lá. O técnico está experimentando os jogadores nos amistosos", disse Guerrero, que ficará fora da partida de volta do Corinthians contra o Bragantino, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, dia 3 de setembro, e também diante do Criciúma, pelo Campeonato Brasileiro, quatro dias depois.

Com ausência confirmada, Guerrero será o quarto jogador a desfalcar o Corinthians por causa de convocações das seleções para jogos amistosos data-Fifa. Além do peruano, o zagueiro Gil e o volante Elias foram chamados pelo técnico Dunga, da seleção brasileira, e devem enfrentar Colômbia e Equador, enquanto o uruguaio Nicolás Lodeiro, que estreou pela equipe alvinegra nesta quinta-feira, está presente na lista de sua seleção, que faz jogos contra Coreia do Sul e Japão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.