Daniel Augusto Jr
Daniel Augusto Jr

Guerrero volta a afirmar que o seu desejo é ficar no Corinthians

Atacante, que pede US$ 7 milhões de luvas, cobra pressa da diretoria para resolver sua situação o mais rapidamente possível

RAPHAEL RAMOS - Enviado Especial a Orlando, O Estado de S. Paulo

16 de janeiro de 2015 | 17h01

Livre desde quinta-feira para assinar um pré-contrato com outro clube e deixar o Corinthians de graça no segundo semestre, Guerrero voltou a afirmar nesta sexta-feira, em Orlando, nos Estados Unidos, onde a equipe faz parte da sua pré-temporada, o desejo de permanecer no Parque São Jorge. O atacante, no entanto, cobrou pressa da diretoria para definir a sua situação.

"Estou focado para fazer uma boa temporada, não quero nem pensar nisso. Só ouço o torcedor pedir: ''Renova Guerrero, renova Guerrero''. Eu quero renovar, já falei um monte de vezes. Espero acertar logo e poder jogar com a cabeça tranquila", disse o peruano.

Questionado sobre a possibilidade de assinar um pré-contrato com outro clube, o jogador, porém, foi evasivo. "Não sei o que pode acontecer, deixo isso de lado. Estou focado nos treinos porque quero fazer um bom jogo e ganhar do (Bayer) Leverkusen".

O atacante pediu US$ 7 milhões (R$ 18,9 milhões) de luvas para renovar o seu contrato e R$ 500 mil de salário. O presidente Mário Gobbi fez uma contraproposta e a partir de terça-feira, quando a delegação retorna ao Brasil, o dirigente voltará a se reunir com o atacante e seus representantes.

Neste sábado, às 16 horas (horário de Brasília), o Corinthians encerra a sua participação na Florida Cup contra o Bayer Leverkusen, em Jacksonville. No primeiro jogo, na última quinta-feira, o time alvinegro perdeu por 1 a 0 para o Colônia, em Orlando.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansGuerrero

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.