Guga não esperava melhor sorte na Davis

Hoje, em Florianópolis, Gustavo Kuerten, numa entrevista coletiva antes de embarcar para a temporada européia de quadras de saibro, confessou-se satisfeito com o resultado do sorteio que colocou o Canadá como adversário do Brasil na repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis. "O Canadá é um time que não tem uma força tão grande", afirmou. "O Nestor (Daniel Nestor) é um cara perigoso, a dupla deles com certeza será um ponto forte, mas a gente tinha possibilidades de pegar adversários bem mais difíceis, como a Bielo-Rússia, Eslováquia, entre outros." Como a Davis será apenas em setembro, Guga disse que agora quer concentrar sua atenção e força na temporada européia de saibro, que começa na próxima semana com o Masters Series de Monte Carlo, segue depois para Barcelona, Roma, Hamburgo e Roland Garros. "Espero voltar destes torneios entre os dez primeiros do ranking mundial", disse. "Depois disso, posso pensar em outras metas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.