Gugu pode determinar data de final

O apresentador Gugu Liberato, do SBT, pode ser o responsável pela mudança da data do segundo jogo da decisão da Copa dos Campeões, que será realizado no Estádio Rei Pelé, em Maceió. Pela tabela da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a partida será disputada quarta-feira. Mas a briga pela audiência pode adiar o confronto. Se o Ibope deste domingo mostrar uma boa audiência da TV Globo durante a transmissão da partida, a data da final deve mudar para a emissora concorrer com Gugu no próximo domingo também.O São Paulo, segundo disse o técnico Nelsinho Baptista, já trabalha com a hipótese de mudança na tabela, como ocorreu no primeiro jogo da final, que estava marcado para o sábado e foi adiado para este domingo. A definição da data do segundo jogo deverá ocorrer na segunda-feira. "Se o jogo for mesmo adiado para o outro domingo, nós retornaremos segunda-feira para São Paulo, onde treinaremos até sexta-feira à tarde. Em seguida, viajaremos para Maceió", explica o treinador são-paulino. O Flamengo deverá agir da mesma forma, voltando para o Rio na segunda-feira e retornando para Maceió na sexta-feira ou no sábado de manhã.A Sport Promotions, empresa de marketing esportivo que organiza a Copa dos Campeões, garante que o jogo final será mantido, de qualquer jeito, na quarta-feira. Já o supervisor do São Paulo, José Teixeira, que trata dos assuntos administrativos da delegação na competição, não afasta a tese de mudanças na tabela. "Não duvido de mais de nada", disse. "Mas, por enquanto, tudo não passa de especulação. Nós só agimos com um comunicado oficial."Simpatia - O departamento de marketing do São Paulo traçou uma estratégia para tentar ganhar o apoio da torcida alagoana. Imaginando que o Flamengo terá grande apoio do público local, o time paulista quer conquistar a simpatia dos torcedores de Maceió. Para tanto, serão destribuídos no Estádio Rei Pelé 25 mil bandeiras e 15 mil apitos. Mas a atitude mais ousada sera a distribuição de 80 bolas oficiais, que serão chutadas pelos jogadores para a torcida.Na quarta-feira, antes do jogo contra o Coritiba, pelas semifinais da Copa dos Campeões, no Estádio Almeidão, em João Pessoa, cada jogador do São Paulo chutou uma bola para a torcida no momento em que o time entrou em campo. O torcedor que pegou a jogada por Belletti passou por um apuro: um Policial Militar desatento achou que a bola fazia parte do jogo e quase a tomou do rapaz, que ainda se viu ameaçado de prisão. Depois de muita discussão, o PM acabou convencido de que a bola era realmente um presente do São Paulo para os torcedores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.