Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Guilherme espera que Mineirão ajude Atlético a avançar à semifinal

Atacante crê que apoio da torcida atleticana no estádio embalará a equipe para reverter vantagem de 2 a 0 do Corinthians

Estadão Conteúdo

14 de outubro de 2014 | 14h05

O Atlético Mineiro vem utilizando o Independência para mandar a imensa maioria das suas partidas, mas foi no Mineirão que o time conquistou os seus últimos três títulos: a Recopa Sul-Americana deste ano e a Copa Libertadores e o Campeonato Mineiro em 2013. Assim, o meia Guilherme aposta nesta mística para classificar o time às semifinais da Copa do Brasil nesta quarta-feira.

"Sobre o Mineirão, temos obtido bons resultados, feito bons jogos e conseguido conquistas. Isso é um fator importante, fazer uma partida dessa em um estádio que nos dá boas recordações. O jogo do Corinthians é de muita marcação, uma equipe bem montada atrás e a gente tem que se virar, se movimentar para conseguir fazer os gols", observou.

No jogo de ida das quartas de final, o Atlético-MG perdeu por 2 a 0 para o Corinthians no Itaquerão. Assim, o time precisará reverter a vantagem do adversário nesta quarta-feira no Mineirão. Guilherme reconhece que a tarefa é complicada, mas destacou as chances da equipe avançar são reais.

"É um resultado difícil de se reverter, mas não impossível. Já conseguimos em outras épocas, outros momentos, mas a história do Atlético é assim. De repente, vai ser um sofrimento louco e, no final, como nas últimas vezes, a gente vai sair feliz. Vamos fazer de tudo, não só se apegando a esse retrospecto, mas a gente vai fazer de tudo até o final para conquistar essa vaga", disse.

Para conseguir isso, Guilherme destaca a necessidade do Atlético-MG contar com o apoio do torcedor no Mineirão. "Temos que entrar em campo com essa adrenalina, com a grandeza que é o jogo, e o apoio do torcedor é importantíssimo. Eles vão precisar ter paciência o tempo todo porque a gente precisa deles e nem sempre o jogo caminha como a gente espera. Mas não tem receita, vamos buscando os caminhos de acordo com que o jogo vai proporcionando", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.