Guiñazu reclama de pancada, mas não preocupa Inter

O volante Guiñazu teve que passar por tratamento médico no Estádio Beira-Rio, nesta quinta-feira, em razão de uma forte pancada recebida durante o primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil, na noite de quarta, mas não preocupa o Internacional.

AE, Agencia Estado

18 de junho de 2009 | 19h19

O argentino fez tratamento com gelo e disse que a pancada no joelho não vai impedi-lo de participar do segundo jogo da final, contra o Corinthians, no dia 1º de julho, em Porto Alegre. "Foi uma pancada forte. No calor do jogo continuei sem sentir nada. Mas quando o jogo acabou, inchou bastante. Mas nada que preocupe. Estou bem", garantiu.

Assim como os demais companheiros, o volante mostrou otimismo na capacidade do Inter de reverter o placar (2 a 0) de quarta-feira e ficar com o título da Copa do Brasil. "Acredito, e muito. Vai ser bem complicado, mas estamos com uma confiança impressionante. Jogamos de igual para igual no primeiro jogo".

Para a partida de volta, o argentino aposta no apoio da torcida para surpreender o Corinthians. "Agora temos que nos preparar bem para a volta no Beira-Rio, onde o apoio da torcida é fora do comum", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.