Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Gum completa 400 jogos pelo Flu, mas não festeja marca após atuação ruim e revés

Zagueiro falhou no primeiro gol do confronto diante do Atlético-PR

Estadão Conteúdo

17 Setembro 2018 | 08h22

Personagem do confronto diante do Atlético-PR também por ter completado 400 jogos com a camisa do Fluminense, o zagueiro Gum não viu motivos para comemorar a marca histórica pelo clube após a derrota. Ele não teve uma boa participação, falhando no primeiro gol do rival, no qual tentou aliviar a bola e a deixou nos pés de Raphael Veiga, e no terceiro gol adversário, então quando não alcançou o zagueiro Léo Pereira que cabeceou no ângulo de Júlio César.

"Foi uma pena porque nosso time fez um jogo equilibrado e até poderia ter saído com um resultado melhor", afirmou o atleta, que nove anos como jogador da equipe carioca conquistou sete títulos e marcou 28 gols.

O meia Luciano, que marcou seu primeiro gol pela equipe, também lamentou a derrota, mas já se mostrou preocupado com a semana pesada, com duas partidas pela frente. "Nós temos que descansar e nos preparar para estes dois jogos. O importante é que o grupo está unido e quem entrar vai dar conta do recado", disse.

O volante Jadson, por sua vez, destacou: "Nós fizemos um primeiro tempo muito ruim e demos os gols ao Atlético. Acho que foi o pior tempo até agora (da equipe neste Brasileirão) e diante do Atlético não se pode bobear".

A derrota em Curitiba quebrou uma série de três jogos invicto do time tricolor, que vinha de vitória no clássico, por 1 a 0, em cima do Botafogo, no Maracanã. Com 31 pontos, o Flu ocupa a décima posição do Brasileirão, e por enquanto se vê distante da zona de rebaixamento.

O elenco treina nesta segunda-feira cedo, às 10h30, no CT Pedro Antônio, e na terça viaja para Quito, no Equador, onde na quinta vai encarar o Deportivo Cuenca, pela Copa Sul-Americana. Depois a equipe volta ao Brasileiro para jogar na segunda-feira, quando vai pegar a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.