Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Em alta no Corinthians, Gustagol pensa em seleção: 'Não tem um 9 com minha característica'

Centroavante é o artilheiro do clube na temporada com nove gols

João Prata, O Estado de S.Paulo

26 de março de 2019 | 15h59

Artilheiro do Corinthians na temporada com nove gols, peça fundamental no esquema tático de Fábio Carille, o centroavante Gustagol sabe que é especialista em uma posição que está em falta no Brasil. Por isso, acredita que se mantiver a boa fase poderá ter uma chance na seleção.

"Estou no Corinthians, amigo. Pelo que venho fazendo, almejo sim a seleção. A seleção não tem um 9 com a minha característica. O Firmino e o Gabriel Jesus são mais de movimentação. Vamos ver se consigo uma vaguinha aí", afirmou em entrevista coletiva nesta terça-feira.

"Só tem eu e o Pedro de mais jovens. Tem o Fred também com as mesmas características. Na seleção os jogadores nobres, por assim dizer, são mais de movimentação. A gente sabe bem o caminho do gol e espero que esse 9 possa voltar", complementou.

Gustagol está em sua segunda passagem pelo Corinthians. Entre uma e outra, apareceu o Fortaleza, do técnico Rogério Ceni, no ano passado. O centroavante reencontrou o caminho do gol, o mesmo caminho que o revelou para o futebol no Criciúma e, assim, conseguiu dar a volta por cima na carreira.

Ao olhar para trás, Gustagol admite que na primeira vez que vestiu a camisa alvinegra ainda não estava pronto. "É fácil jogar em um Criciúma, sem querer menosprezar. Mas jogava para quatro mil pessoas. No Corinthians são 40, 60 mil pessoas por jogo. Não estava preparado. Na minha saída aprendi bastante. Agradeço ao Fortaleza e ao Ceni que me ajudaram, me abriram as portas", disse.

Além do ídolo do São Paulo quem também o ajudou a se recuperar foi sua esposa, Mayara Zerbetto, que é personal trainer. "Deus colocou uma mulher maravilhosa na minha vida, que me ajudou a focar mais na minha carreira, melhorou minha alimentação e meu estilo de vida".   

 

Gustagol se recuperou recentemente de uma lesão no joelho esquerdo, que o tirou de cinco jogos da equipe. Sua volta aconteceu contra a Ferroviária, no jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista. Ele entrou no segundo tempo e marcou o gol de empate na partida que terminou 1 a 1.

"Estou me sentindo muito bem, sobre a lesão acabei depois do jogo agradecendo só o fisioterapeuta Caio Mello, mas quero agradecer todo o DM, todos os fisioterapeutas. Mas como falei, Caio me disse que antes de ir para a seleção ele ia me deixar apto para treinar, e consegui."

O Corinthians volta a campo nesta quarta-feira para enfrentar a Ferroviária, em Itaquera. Uma vitória simples garante o time alvinegro na próxima fase.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.