NILTON FUKUDA/ Estadão
NILTON FUKUDA/ Estadão

Gustagol salva mais uma vez e Corinthians empata com a Ferroviária

Atacante entra no segundo tempo para marcar e definir empate por 1 a 1, em Araraquara

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

24 de março de 2019 | 21h08

Se tornou uma rotina. Quando a coisa está complicada, ele vai lá e resolve o jogo ou pelo menos evita a derrota, como aconteceu neste domingo. Parecia que a série de dez jogos sem vencer chegaria ao fim, mas o atacante Gustagol marcou no fim e fez o Corinthians deixar Araraquara com o empate em 1 a 1 e um sabor de vitória diante da Ferroviária. O jogo da volta será na quarta-feira, em Itaquera.

O primeiro tempo foi marcado por dois times com características claras e parecidas. A Ferroviária não se sentiu intimidada por enfrentar o Corinthians e tentou fazer um confronto de igual para igual. Faltou maiores chances de gols para os dois lados, muito em razão da boa organização defensiva de ambos.

Com dificuldades para criar, o Corinthians apostava na bola aérea, que tanto o salvou em outros jogos. O problema é que Gustagol estava no banco e era Vagner Love quem fazia sua função, com altura e estilo de jogo bem diferente. Mesmo assim, o time alvinegro conseguiu chegar duas vezes pelo alto, ambas com Manoel.

No primeiro lance, o zagueiro cabeceou e o goleiro Tadeu fez a defesa. Pouco depois, o corintiano mandou por cima do gol. Na etapa final, o rumo da partida mudou e a Ferroviária foi quem assumiu o comando da partida.

Cássio deixou o jogo machucado e Walter assumiu a meta alvinegra. Logo em seus primeiros minutos em campo, viu o lateral-direito Diogo Mateus acertar um belíssimo chute de fora da área e marcar um golaço.

O técnico Fábio Carille resolveu agir. Colocou Gustagol e Jadson para ter a referência na área, que ele tanto gosta, e alguém para dar um pouco mais de criatividade na armação das jogadas. O time de Araraquara teve ainda outra chance de marcar com Diogo Mateus, que bateu cruzado para Michel Macedo salvar antes de ir para o gol.

A torcida da Ferroviária já fazia festa, quando aos 42, Clayson cruzou a bola para a área, no desespero, e achou Gustagol na área para finalizar. E não foi de cabeça, sim com o pé, do atacante que salvou o Corinthians e fez com que o time tivesse uma situação mais confortável para o jogo em Itaquera.

FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA X CORINTHIANS

Gols: Diogo Mateus, aos 9; Gustagol, aos 42 do 2º Tempo.

Ferroviária: Tadeu; Diogo Mateus, Rayan, Rodrigão e Arthur; Anderson Uchoa, Tony e Léo Artur (Higor Militão); Diego Gonçalves (Uiliam), Felipe Ferreira e Lúcio Flávio (Thiago Santos). Técnico: Vinicius Munhoz. 

Corinthians: Cássio (Walter); Michel Macedo, Henrique, Manoel e Danilo Avelar; Ralf (Jadson), Junior Urso, Sornoza, Clayson e Pedrinho (Gustagol); Vagner Love. Técnico: Fábio Carille. 

Juiz: Vinicius Furlan. 

Amarelos: Henrique e Danilo Avelar. 

Público: 12.998 pagantes.

Renda: R$ 811.460,00. 

Local: Fonte Luminosa, em Araraquara.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.