Gustavo Nery comete 2 pecados capitais

A cerimônia de apresentação de Gustavo Nery não lembrou em nada a pompa com outros reforços da MSI. Ao contrário de Carlitos Tevez, Carlos Alberto e Róger, que foram apresentados na sede social do Parque São Jorge, com a presença de toda a cúpula do Corinthians e da MSI, o ex-lateral do São Paulo vestiu pela primeira vez a camisa alvinegra na modesta sala de imprensa da Fazendinha. Logo em sua primeira entrevista como jogador corintiano, Gustavo Nery cometeu pelo menos dois pecados capitais. Primeiro, errou o nome de seu novo clube, ao tentar explicar que não seria vítima de rejeição, por ter construído uma bela história jogando pelo São Paulo. Disse que "acho que não vou enfrentar rejeição nenhuma. A cada dia, a torcida vai esquecer que passei pelo São Paulo. Venho para jogar no Corinthians Futebol Clube", trocando o nome de seu novo clube: Sport Club Corinthians Paulista. Um torcedor que acompanhava a coletiva não perdoou. "Corinthians Futebol Clube, Gustavo? Assim eu vou infartar". E o lateral, visivelmente constrangido com a gafe, procurou justificar. "É que vocês (da imprensa) falaram tanto no São Paulo que acabou passando". Em seguida, mesmo tendo assinado contrato por quatro anos, admitiu que chega ao Parque São Jorge pensando em voltar para a Europa. E disse abertamente que usaria o Corinthians como trampolim para uma nova transferência. "Com certeza. Se o trabalho for feito direitinho... Mas primeiro quero pensar no Corinthians e aí voltar à Seleção Brasileira. Quero disputar a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. E acho que o Corinthians pode ser um trampolim para a Europa". Houve um terceiro erro mas esse não comprometeu o Corinthians. Gustavo disse que ?foi um grande favoritismo? voltar ao futebol brasileiro para vestir a camisa do Corinthians. E, de quebra, ainda que sem a intenção de menosprezar o São Paulo, acertou um direto em seu ex-clube. "Nunca vivi uma situação como essa. Nunca dei uma entrevista no São Paulo com tanta gente da imprensa". Apesar do pouco ?glamour? na apresentação oficial, sem o tradicional toque da sirene e sem a presença do presidente Alberto Dualib e de Kia Joorabchian, Gustavo Nery parecia extremamente nervoso e pouco à vontade diante da mídia. O jogador não conseguiu sequer lembrar quantos jogos fez pelo Werder Bremen. "Acho que foram uns dois ou três amistosos e dois jogos pela Bundesliga no ano passado, e dois ou três amistosos e dois jogos pela Bundesliga este ano". Gustavo explicou que teve o seu desempenho prejudicado por uma contusão na mão esquerda. Submeteu-se a uma cirurgia e carrega um pino de titâneo na mão. Ele também foi incapaz de dizer ao certo há quanto tempo está sem jogar. Depois admitir que não joga há sete meses, disse que atuou pelo Werder Bremen há 15 dias. E ainda garantiu que pode estrear em breve pelo Corinthians. "Se eu não puder jogar no sábado (contra o União São João de Araras, em Mogi Mirim), estarei à disposição no jogo seguinte". Pelo menos boa disposição Gustavo Nery mostrou em seu primeiro dia de Corinthians. Logo depois da coletiva, o lateral foi para campo e participou do treinamento físico ao lado de Roger, Marquinhos, Fabrício, Wílson e os demais jogadores que ainda precisam aprimorar o condicionamento físico. Depois de Nery, a MSI aguarda um desfecho da contratação de Kleberson. A negociação, que já esteve praticamente fechada, há duas semanas, se complicou. Mas as partes ainda negociam.

Agencia Estado,

28 de fevereiro de 2005 | 19h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.