Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Scarpa lamenta empate do Palmeiras, mas comemora ponto ganho no Sul: 'Melhor um do que nenhum'

Meio-campista anota um dos gols do empate por 2 a 2 com o Avaí na Ressacada; equipe de Abel Ferreira vira a chave e agora pensa no compromisso contra o Cerro pela Libertadores, na próxima quarta-feira

Redação, Estadão Conteúdo

26 de junho de 2022 | 18h34

O empate por 2 a 2 neste domingo, contra o Avaí, em Florianópolis, não estava nos planos do Palmeiras. O time queria muito abrir mais vantagem na ponta da competição. Mas apesar de ter deixado a vitória escapar depois de conseguir a virada, o polivalente Gustavo Scarpa gostou do resultado e ressaltou a importância de somar pontos longe do Allianz Parque.

"O objetivo era sair daqui com a vitória, mas a equipe adversária teve mérito. O Jean fez um baita de um gol. Fora de casa sempre é bom vencer, mas é melhor voltar para casa com um ponto do que com nenhum. O Brasileirão é uma competição muito difícil", afirmou o jogador.

Líder isolado da competição, o Palmeiras vinha no embalo de quatro vitórias. A última vez que a equipe de Abel Ferreira deixou o campo sem os três pontos na bagagem foi no empate por 0 a 0 com o Atlético-MG no dia 5 de junho. Apesar do resultado, o time continua administrando uma pequena gordura de três pontos em relação ao Corinthians, que é o segundo colocado (26 pontos).

Na partida, o Avaí abriu o placar com Bissoli cobrando pênalti ainda no primeiro tempo, quase nos últimos minutos. A virada veio com o próprio Scarpa empatando, também convertendo penalidade, e Rony fazendo 2 a 1. O time catarinense chegou a igualdade em bela cobrança de falta de Jean Pyerre, que o goleiro Weverton ficou só olhando.

O Palmeiras agora vira a chave para a Libertadores. Nesta quarta-feira, a equipe comandada por Abel Ferreira enfrenta o Cerro Porteño fora de casa, no Estádio General Pablo Rojas, em Olímpia, no Paraguai, em partida válida pelas oitavas de final da competição. A volta será no Allianz Parque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.