Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Gustavo se apresenta no Inter e não vê problema em formar dupla com Guerrero

Jogador chega por empréstimo do Corinthians e já se coloca a disposição para ajudar o técnico Eduardo Coudet

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2020 | 20h27

Há dez dias treinando em Porto Alegre, o atacante Gustavo foi apresentado, nesta quinta-feira, como novo reforço do Internacional. E o ex-jogador do Corinthians, após uma conversa com o técnico Eduardo Coudet, afirmou estar pronto para disputar uma vaga no ataque ou atuar ao lado do consagrado peruano Paolo Guerrero.

"Ele (Coudet) me perguntou se eu já tinha jogado com mais um centroavante ao lado. Aí falei que tinha jogado tanto com (Vágner) Love quanto com (Mauro) Boselli. Eu disse que não teria problema em jogar com o Paolo, mas isso fica com ele", afirmou o centroavante, que vai usar a camisa 25 na equipe gaúcha.

Dispensado pelo Corinthians após a desclassificação da equipe paulista na Copa Libertadores, Gustavo, de 25 anos, falou de sua alegria em vestir a camisa colorada. "Fico muito feliz pela oportunidade que o Inter concedeu, em estar em um grande clube do Brasil. Preciso de sequência, confiança. Isso o Coudet me deu a palavra, quando me ligou. Ele disse que me traria para fazer um grande trabalho no Inter e voltar a fazer o gols", afirmou o jogador, que assinou contrato de empréstimo até o fim do ano. O Inter comprou 15% dos direitos federativos do atleta.

E a primeira oportunidade do atacante poderá ser em Caxias do Sul, neste sábado, às 16 horas, quando o Inter fará sua estreia no segundo turno do Campeonato Gaúcho, frente ao Caxias, o campeão do primeiro turno.

Em três jogos nesta temporada, Gustavo não honrou o apelido de Gustagol e ainda não balançou as redes adversárias. "Que você faça justiça ao teu apelido, Gustagol, para a torcida colorada", afirmou Alessandro Barcellos, vice de futebol do Inter, durante a apresentação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.