Guto diz que Ponte perdeu para 'melhor do Brasileiro' e não lamenta saída de Cajá

Sem vencer há quatro jogos, com um empate e três derrotas e nenhum gol marcado, a Ponte Preta está em queda de produção no Campeonato Brasileiro. Por isso mesmo, o técnico Guto Ferreira foi muito cobrado nos vestiários pela imprensa e ao invés de lamentar, inclusive a saída do meia Renato Cajá, preferiu elogiar o adversário, o líder Atlético Mineiro, com 29 pontos, que venceu o time campineiro, por 2 a 0, no sábado à noite, no Estádio Moisés Lucarelli pela 13.ª rodada.

Estadão Conteúdo

12 de julho de 2015 | 09h33

"Para mim, este foi o melhor adversário que enfrentei até agora na competição. Não há dúvida de que, neste momento, é o grande favorito ao título. Tanto que venceu seis jogos seguidos e já acumulou nove vitórias em 13 jogos", falou o treinador da Ponte.

Guto acha que o Atlético é o melhor time neste momento no Brasil e conta com um elenco forte."O Levir Culpi está de parabéns porque está com o grupo nas mãos e com muita qualidade, tanto técnica como taticamente", completou.

SAÍDA DE CAJÁ - Guto Ferreira também tentou minimizar a transferência de Renato Cajá para os Emirados Árabes para o Al-Ithihad, com a Ponte recebendo a multa rescisória de R$ 6 milhões. Aos 31 anos ele passou quatro vezes pelo clube. "A vida segue e o Cajá está indo porque mostrou alguma coisa de positivo aqui. Não como outros...O negócio é bom para ele e para o clube e temos que entender e achar alternativas", disse Guto.

"Às vezes uma peça pode desequilibrar um grupo, mas não acredito que isso vai acontecer conosco, porque conhecemos bem os jogadores que temos à disposição", completou.

Por fim, o técnico defendeu a constatação geral da queda de rendimento de alguns jogadores, como do atacante Felipe Azevedo e do lateral-esquerdo Gilson. E reforçou a meta traçada pela comissão técnica e pela diretoria. "Nosso objetivo é correr entre os dez primeiros colocados e nos manter na elite na próxima temporada. Estamos trabalhando para isso".

A Ponte Preta somou apenas cinco pontos nos últimos oito jogos. O time dormiu no sábado ainda em décimo lugar no Brasileirão, com 15 pontos, e agora vai pegar na 14.ª rodada o Joinville, em Santa Catarina, domingo, dia 19, às 18h30.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.