Guto Ferreira diz que derrota foi injusta e minimiza peso do tropeço para o Inter

Para o treinador, desfalques foram determinantes em revés sofrido para o Paraná Clube

Estadão Conteúdo

04 Outubro 2017 | 11h54

O técnico do Internacional, Guto Ferreira, avaliou como injusta a derrota do time por 1 a 0 para o Paraná, nesta terça-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 28.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Para o treinador, o resultado negativo não causará impacto na campanha da equipe, que segue líder da competição.

"Acho que o resultado foi um pouco injusto com a gente. Não vejo uma superioridade tão grande do Paraná para ganhar o jogo, mas eles tiveram a competência de impedir a gente de fazer. Praticamente empurramos ele para o campo de defesa, só saíram nos contra-ataques, que estiveram de certa forma controlados. Queríamos mais uma vitória, mas infelizmente não aconteceu. O Paraná foi feliz no gol, fora isso, não impôs. Não tem peso de nos trazer algum tipo de preocupação em demasia. Porque temos uma gordura", pondera o treinador.

Guto Ferreira ainda creditou o insucesso aos desfalques no sistema defensivo da equipe, que não teve os zagueiros Víctor Cuesta (suspenso) e Klaus (lesionado) e Ernando (também contundido). O treinador também precisou fazer uma alteração logo no início do jogo devido à contusão do volante Rodrigo Dourado, aos 17 minutos.

"Se você colocar uma situação, por mais que trabalhe, houve quebra acentuada do conjunto. Não quero colocar culpa nos meninos. Os dois foram bem. O Charles (substituto de Dourado) entrou no decorrer. Por mais que você treine, existe questão do momento, do ambiente. No futebol, em um segundo tudo se resolve. Foi nesse segundo que o menino do Paraná foi mais feliz, conseguiu desgarrar do Charles, não houve cobertura e acabou fazendo o gol. Eram muitas trocas numa sequência, em uma semana que não treinamos", lamentou Guto Ferreira.

Apesar da derrota, o Internacional continua à frente na classificação da Série B, com 54 pontos. O Paraná subiu para 49 e o Ceará tem 48. O América-MG, que ainda joga na rodada, completa o G4 também com 48 pontos. O Inter voltará a jogar na segunda-feira, às 20 horas, no estádio Beira-Rio. O adversário do clube será o Brasil de Pelotas.

Mais conteúdo sobre:
Guto Ferreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.