Sirli Freitas / Chapecoense
Sirli Freitas / Chapecoense

Guto Ferreira muda ataque da Chapecoense para interromper sequência negativa

Além das mudanças na frente, Canteros deve voltar ao time titular no lugar de Diego Torres

Estadão Conteúdo

05 Setembro 2018 | 08h06

Com uma sequência de três derrotas no Campeonato Brasileiro, a Chapecoense terá três mudanças no sistema ofensivo para enfrentar o Paraná nesta quarta-feira, às 21 horas, no estádio Durival de Britto, em Curitiba. É um jogo decisivo na luta contra o rebaixamento, porque o time catarinense tem 21 pontos, em 18.º lugar, enquanto os paranaenses estão na lanterna, com 15.

O técnico Guto Ferreira não poderá contar com Leandro Pereira, suspenso, e deve optar pela entrada de Victor Andrade no ataque, atuando, portanto, com mais um jogador de velocidade e sem um centroavante como referência. Além disso, Osman não vinha bem e deve dar lugar a Doffo. Quem também volta é Canteros, que retoma a vaga que foi ocupada por Diego Torres no meio-campo.

Apesar das mudanças no ataque, o nome de Wellington Paulista segue fora da pauta. O jogador está afastado e os companheiros do elenco até pediram para a diretoria reintegrá-lo, mas não foram atendidos.

"Tivemos uma reunião e eles pediram a reintegração, mas eu expliquei que não podemos atender. Sempre respeitei as comissões técnicas e seguirei atendendo. Os jogadores entenderam a situação", explicou o presidente do clube Plínio David de Nes Filho.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.