Ricardo Duarte/ SC Internacional
Ricardo Duarte/ SC Internacional

Guto Ferreira vê gramado ruim como um dos culpados por tropeço do Internacional

'O gramado estava duro, deixava a bola viva', disse o treinador da equipe colorada

Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2017 | 08h46

O técnico Guto Ferreira lamentou a derrota do Internacional para o Juventude por 2 a 1 no sábado, fora de casa, pela 23.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O treinador disse que o time colorado fez uma melhor partida do que o adversário, mas não soube aproveitar as chances que teve. Ainda culpou o gramado do estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), pelas dificuldades enfrentadas.

"Você vai, impõe o jogo, mas acontece. Não quero falar muito para não parecer desculpa. Mas o gramado estava duro, deixava a bola viva. O gramado amarrou o jogo, o jogo do Inter é mais técnico. Joga com a bola no chão. O jogo com bola viva é de contato. Isso é o jogo do Juventude", analisou o treinador.

Guto Ferreira considerou que o Internacional teve a chance de sair na frente do marcador ao pressionar nos 20 minutos iniciais. Mas possibilitou a reação do Juventude, que, segundo ele, jogou em cima dos erros de sua equipe. "Talvez tenhamos criado mais, mas não conseguimos empurrar para dentro. Eles conseguiram", comentou.

A derrota interrompeu uma sequência de seis vitórias consecutivas na Série B e ainda tirou o Internacional da liderança da tabela de classificação. O time colorado permaneceu com 42 pontos e viu o América-MG chegar a 44 após vencer o Paysandu por 1 a 0, na última sexta-feira, em Belém.

O Internacional volta a campo no próximo sábado, às 16h30, quando receberá o Figueirense, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 24.ª rodada. O time catarinense está em 17.º lugar, na zona de rebaixamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.