Guus Hiddink renova como técnico da Rússia até 2010

Treinador holandês terá como meta levar a seleção russa para a Copa do Mundo da África do Sul

Efe,

10 de outubro de 2007 | 14h56

O holandês Guus Hiddink renovou nesta quarta-feira seu contrato como técnico da seleção russa de futebol até 2010. O treinador foi anunciado no comando da Rússia em abril de 2006, mas só assumiu após comandar a Austrália na Copa do Mundo daquele ano - e levar o país a uma inédita classificação às oitavas. Em entrevista coletiva, Hiddink aproveitou para desmentir mais uma vez os rumores sobre uma possível transferência ao Chelsea. "Negaria a oferta mesmo se fosse feita pelo próprio Roman Abramovich [multimilionário russo dono do clube]. Conversei sobre minha renovação de contrato com a Rússia antes de o português José Mourinho deixar a equipe", indicou. Hiddink admitiu que esteve em Londres recentemente, mas que a visita nada teve a ver com isso. O presidente da federação russa, Vitali Mutko, disse estar satisfeito com o trabalho de Hiddink e os resultados que vem obtendo até agora nas Eliminatórias à Eurocopa de 2008 - é a terceira colocada no grupo E, a cinco pontos da líder Croácia. Os russos terão uma partida decisiva na próxima quarta, quando recebem a vice-líder Inglaterra, dois pontos à frente, em Moscou.

Tudo o que sabemos sobre:
Seleção russaGuus Hiddink

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.