Divulgação
Time do Palmeiras campeão mundial em 1951 Divulgação

Há 65 anos, o Palmeiras era campeão da Copa Rio e conquistava o Mundial

Time alviverde derrotou a Juventus, da Itália, na decisão e Fifa confirma que a competição era o Mundial de Clubes da época

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2016 | 05h00

Um dia de festa para a torcida palmeirense. No dia 22 de julho de 1951, o Palmeiras conquistou a Copa Rio e sagrou-se campeão mundial derrotando a Juventus, no estádio do Maracanã. Um torneio que causa polêmica até hoje, mas que foi disputado por alguns dos principais clubes do mundo naquele momento e a Fifa já ressaltou diversas vezes que a competição deve ser considerado como o Mundial de Clubes da época.

A competição, que foi disputada no Rio de Janeiro e em São Paulo e contou com a organização da CBD (atual CBF), teve a presença da Juventus-ITA, Estrela Vermelha (da antiga Iugoslávia, atualmente Sérvia), do Áustria Viena-AUS, do Nacional-URU, Nice-FRA, Sporting-POR e do Vasco.

A primeira fase da competição foi disputada em duas chaves de quatro equipes. A chave disputada em São Paulo teve o Estrela Vermelha, Juventus, Nice e Palmeiras. No Rio, jogaram Áustria Viena, Nacional, Sporting e Vasco. As equipes se enfrentaram em turno único dentro dos grupos e os dois primeiros colocados avançaram para as semifinais, que foram disputados em dois jogos.

Na semifinal, o Palmeiras enfrentou o Vasco, em dois jogos no Rio, enquanto Juventus e Áustria Viena disputaram a outra vaga, em duas partidas no Pacaembu. Na primeira partida, dia 12 de julho, o Palmeiras venceu por 2 a 1. No dia 15, novo encontro e empate sem gols. Já o Juventus empatou o primeiro jogo por 3 a 3 e venceu o Áustria Viena por 3 a 1. Assim, Palmeiras e Juventus fizeram a final.

No primeiro confronto, realizado no Pacaembu, dia 18 de julho, o time alviverde venceu por 1 a 0, com gol de Rodrigues, aos 20 minutos do primeiro tempo. O Palmeiras foi a campo com Fábio Crippa; Salvador e Juvenal; Túlio, Luiz Villa e Dema; Lima, Ponce de León, Liminha, Jair Rosa Pinto e Rodrigues. O técnico era Ventura Cambon.

No segundo e decisivo duelo, o Palmeiras lutou e conquistou o empate por 2 a 2. Praest abriu o placar para os italianos, aos 18 minutos do 1º Tempo. Na etapa final, Rodrigues empatou aos 2, Karl Hansen colocou a Juve na frente novamente, aos 18 e Liminha, aos 32, marcou o gol que garantiu o título alviverde. Após o jogo, o elenco palmeirense desfilou em carro aberto pelo Rio de Janeiro e quando chegaram em São Paulo, foram recebidos na Estação Roosevelt por cerca de 1 milhão de torcedores, que acompanharam os atletas até o estádio Palestra Itália.

ESCALAÇÃO

30/06/1951

Mundial Interclubes de 1951 – Fase de grupos (1ª rodada)

Palmeiras 3x0 Nice-FRA

Local: Estádio do Pacaembu

Juiz: Franz Grill (Áustria)

Palmeiras: Oberdan; Salvador e Juvenal; Waldemar Fiúme, Luiz Villa e Dema; Lima, Aquiles (Richard), Ponce de León, Jair Rosa Pinto (Rodrigues) e Canhotinho.

Técnico: Ventura Cambon.

Nice-FRA: Robert Germani; Serge Pedin e Mohamed Firoud; Jean Belver, Cesar Gonzalez e Rossi Leon; Bonifaci Antoine, Bengtsson Per, Yeso Amalfi, Désir Carre e Hjalmars Ake.

Gols: Aquiles (8 do 2ºT), Ponce de León (11 do 2ºT) e Richard (30 do 2ºT)

 

05/07/1951

Mundial Interclubes de 1951 – Fase de grupos (2ª rodada)

Palmeiras 2x1 Estrela Vermelha-IUG

Local: Estádio do Pacaembu

Juiz: Gabriel Tordjan (França)

Palmeiras: Oberdan; Salvador e Juvenal; Waldemar Fiúme, Luiz Villa e Dema; Lima, Aquiles, Liminha, Jair Rosa Pinto (Canhotinho) e Rodrigues.

Técnico: Ventura Cambon.

Estrela Vermelha: Krivokuca Srboljuc; Tadic e Stankovi Branko; Palfi Bena, Duratinec e M. Disuic; Ognjanov, Mitic Raiko, Tomasevic Kosta, Djajic Predrag e Vukosavljevic Bane.

Técnico: Lubisa Brocci.

Gols: Ongjanov (8 do 1ºT), Aquiles (30 do 1ºT) e Liminha (35 do 2ºT)

 

08/07/1951

Mundial Interclubes de 1951 – Fase de grupos (3ª rodada)

Palmeiras 0x4 Juventus-ITA

Local: Estádio do Pacaembu

Juiz: Edward Graigh (Inglaterra)

Palmeiras: Oberdan; Sarno e Juvenal; Waldemar Fiúme, Túlio e Dema; Lima, Aquiles, (Ponce de León), Liminha, Canhotinho (Jair Rosa Pinto) e Rodrigues.

Técnico: Ventura Cambon.

Juventus: Viola; Bertucceli e Manente; Mari, Parola e Piccinini; Muccinelli, Karl Hansen, Boniperti, Johan Hansen (Vivole) e Praest.

Técnico: Jesse Carver.

Gols: Boniperti (10 do 1ºT), Boniperti (18 do 1ºT), Karl Hansen (3 do 2ºT) e Praest (35 do 2ºT)

 

11/07/1951

Mundial Interclubes de 1951 – Semifinal (primeiro jogo)

Palmeiras 2x1 Vasco

Local: Estádio do Maracanã

Juiz: Edward Graigh (Inglaterra)

Palmeiras: Fábio Crippa; Salvador e Juvenal; Waldemar Fiúme (Túlio), Luiz Villa e Dema; Liminha, Aquiles (Ponce de León), Richard, Jair Rosa Pinto e Rodrigues.

Técnico: Ventura Cambon.

Vasco: Barbosa; Augusto e Clarel; Eli, Danilo e Alfredo; Tesourinha, Ipojucan (Vasconcelos), Friaça, Maneca e Djair.

Técnico: Oto Glória.

Gols: Richard (24’ do 1ºT), Maneca (1’ do 2ºT) e Liminha (37’ do 2ºT)

 

15/07/1951

Mundial Interclubes de 1951 – Semifinal (segundo jogo)

Palmeiras 0x0 Vasco

Local: Estádio do Maracanã

Juiz: Franz Grill (Áustria)

Palmeiras: Fábio Crippa; Salvador e Juvenal; Túlio, Luiz Villa e Dema; Liminha, Ponce de León, Richard (Lima), Jair Rosa Pinto e Rodrigues.

Técnico: Ventura Cambon.

Vasco: Barbosa; Augusto e Clarel; Eli, Danilo e Alfredo; Tesourinha, Vasconcelos, Friaça, Maneca e Djair.

Técnico: Oto Glória.

 

18/07/1951

Mundial Interclubes de 1951 – Final (primeiro jogo)

Palmeiras 1x0 Juventus

Local: Estádio do Maracanã

Juiz: Franz Grill (Áustria)

Palmeiras: Fábio Crippa; Salvador e Juvenal; Túlio, Luiz Villa e Dema; Lima, Ponce de León, Liminha, Jair Rosa Pinto e Rodrigues.

Técnico: Ventura Cambon.

Juventus: Viola; Bertucceli e Manente; Mari, Parola e Piccinini; Muccinelli, Karl Hansen, Boniperti, Vivole e Praest.

Técnico: Jesse Carver

Gols: Rodrigues (20’ do 1ºT)

 

22/07/1951

Mundial Interclubes de 1951 – Final (segundo jogo)

Palmeiras 2x2 Juventus

Local: Estádio do Maracanã

Juiz: Gabriel Tordjan (França)

Palmeiras: Fábio Crippa; Salvador e Juvenal; Túlio, Luiz Villa e Dema; Lima, Ponce de León (Canhotinho), Liminha, Jair Rosa Pinto e Rodrigues.

Técnico: Ventura Cambon

Juventus: Viola; Bertucceli e Manente; Mari, Parola e Bizzoto; Muccinelli, Karl Hansen, Boniperti, Johan Hansen e Praest.

Técnico: Jasse Carver

Gols: Praest (18’ do 1ºT), Rodrigues (2’ do 2ºT), Karl Hansen (18’ do 2ºT) e Liminha (32’ do 2ºT)

 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.