Vítor Silva / SS Press / Botafogo
Vítor Silva / SS Press / Botafogo

Há quatro jogos invicto no Brasileiro, Botafogo joga para dar bom salto na tabela

Lisca define Ceará com zagueiro Marcelo Brock e atacante Felipe Azevedo como titulares

Estadão Conteúdo

15 Outubro 2018 | 07h18

Sem perder uma partida no Campeonato Brasileiro desde quando foi derrotado pelo Fluminense por 1 a 0, no Maracanã, no dia 9 de setembro, o Botafogo enfrenta o Ceará nesta segunda-feira, às 20 horas, no Castelão, em Fortaleza, mirando um novo salto na tabela da competição. Ainda também preocupado com a necessidade de se distanciar na zona de rebaixamento, o time poderá ultrapassar Vasco, Bahia e Corinthians com uma vitória neste confronto que fecha a 29ª rodada do torneio.

Com 34 pontos, pode alcançar os mesmos 37 que possuem hoje Fluminense e Cruzeiro, respectivos nono e décimo colocados, começar a respirar um pouco mais após sofrer no grupo dos últimos da classificação e também vislumbrar objetivos mais expressivos nesta reta final do Brasileirão.

Um bom resultado também serviria para evitar uma aproximação do próprio Ceará, que tem 30 pontos e entra em campo com o objetivo de deixar a zona de rebaixamento. A equipe alvinegra vem de empates com São Paulo (2 a 2) e Vasco (1 a 1) e não vence na competição desde quando derrotou o Vitória por 4 a 3, em Salvador, no dia 23 de setembro. Antes disso, superou o América-MG, no Rio, quando começou a reagir após ser batido pelo Fluminense.

Para este confronto em Fortaleza, o técnico Zé Ricardo deverá confirmar a entrada de Gilson no lugar de Moisés na lateral esquerda após o primeiro deles ganhar a disputa direta por uma vaga no time. Rodrigo Pimpão também poderia aparecer como uma novidade no ataque no lugar de Erik e fazer dupla ofensiva com Kieza.

Já no meio-campo, o volante Bochecha reclama de dores no joelho desde a última quinta-feira e é dúvida para o duelo. Caso não possa atuar, Marcelo Benevenuto deverá substituí-lo. Zé Ricardo tem como desfalques confirmados o lateral Marcinho, suspenso, além dos lesionados Gatito Fernández, Jefferson, João Paulo, Marcelo, Valência e Jean.

CEARÁ

Com a chance de trabalhar com o Ceará por 11 dias, o técnico Lisca não tem dúvida em afirmar que seu time está preparado para fazer um grande jogo diante do Botafogo. Ele confirmou as entradas do zagueiro Marcelo Brock e do atacante Felipe Azevedo nos lugares de Luiz Otávio, suspenso, e Leandro Carvalho, que tem vínculo com o time carioca e não pode atuar por motivo contratual.

"Eu me sinto bem tranquilo e seguro porque estes dois jogadores estão treinando muito bem e porque quando eles entraram se saíram muito bem", afirmou Lisca, preferindo elogiar os jogadores que entram a lamentar as ausências. O técnico garante que a folga na tabela foi bem aproveitada: "Pudemos ajustar algumas coisas necessárias, além de melhorar a postura tática e aprimorar o nosso condicionamento físico".

No treino de sexta-feira, o atacante Arthur deu susto na comissão técnica ao sentir dores na parte posterior da coxa direita. Ele foi poupado para se recuperar totalmente, mas não preocupa para o jogo e tem escalação confirmada.

O Ceará espera de novo contar com o apoio de sua torcida para vencer e sair da zona de rebaixamento. No momento, o time soma 30 pontos, e apenas com um triunfo em casa sairá do grupo dos últimos quatro colocados. Depois deste confronto diante do Botafogo, o Ceará fará duas partidas fora de casa, contra o Palmeiras (dia 21) e Cruzeiro (dia 24), e só voltará a atuar no Castelão no dia 29, diante do Atlético-MG.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.