Divulgação
Divulgação

Haaland tem contratação oficializada pelo Manchester City: 'Momento de orgulho'

Atacante norueguês de 21 anos assina com o clube inglês até 2027. Contratação gira em torno de R$ 325 milhões

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de junho de 2022 | 09h39

Erling Haaland, atacante norueguês de 21 anos, teve a sua contratação oficializada pelo Manchester City nesta segunda-feira. O jogador, que ganhou status de estrela atuando pelo Borussia Dortmund nas últimas duas temporadas, assina até 2027 com a equipe inglesa. 

"Este é um momento de orgulho para mim e para a minha família. Eu sempre acompanhei o City e amei fazer isso nas últimas temporadas", disse Haaland, em entrevista ao site oficial do clube. "Quero fazer gols, ganhar troféus e evoluir como jogador."

Segundo a imprensa britânica, a contratação de Haaland gira em torno de 60 e 75 milhões de euros (entre R$ 325 e 406 milhões). Ao lado do meio-campista belga Kevin De Bruyne, o atacante deve receber o maior salário do elenco comandado por Pep Guardiola, com vencimentos semanais no valor de 375 mil libras (R$ 2,3 milhões). 

A oportunidade de ser treinado por Guardiola também pesou na escolha de Haaland. A contratação de um atacante era o sonho da diretoria desde a saída do ídolo Sergio Agüero, no ano passado. Mesmo sem um homem de referência, o Manchester City fez incríveis 99 gols na conquista do Campeonato Inglês. 

"Não tem como não admirar o estilo de jogo. É empolgante e cria muitas chances, o que é perfeito para um jogador como eu", comentou Haaland.

A relação do norueguês com o Manchester City não é nova. O pai do jogador, Alfie-Inge Haaland, atuou com a camisa do time inglês entre 2000 e 2003 — tendo sua carreira abreviada após uma entrada violenta do irlandês Roy Keane, capitão do rival Manchester United à época. Uma foto do jovem atacante usando o uniforme azul ainda criança foi usada pelo clube para anunciar o atleta. 

Ao lado de Mbappé, Haaland é considerado uma das maiores promessas do futebol mundial. Em toda a carreira, marcou 155 gols em 203 jogos. Pelo Dortmund somente, ele balançou as redes 77 vezes em 80 partidas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.