Cathrin Mueller/Reuters
Cathrin Mueller/Reuters

Haaland volta após mais de um mês, marca e Dortmund derrota o Wolfsburg pelo Alemão

Resultado coloca a equipe aurinegra na liderança provisória do campeonato; Bayern de Munique ainda joga na rodada

Redação, Estadão Conteúdo

27 de novembro de 2021 | 13h57

Sem jogar desde o dia 19 de outubro por causa de uma lesão no quadril, Haaland voltou a campo neste sábado, após ser acionado pelo técnico Marco Rose no segundo tempo, e precisou de menos de dez minutos para balançar a rede. O retorno triunfal do fenômeno norueguês fechou a vitória por 3 a 1 do Borussia Dortmund sobre o Wolfsburg, em jogo válido pela 13ª rodada do Campeonato Alemão.

O triunfo na Volkswagen Arena, casa do adversário, levou o Dortmund aos 30 pontos, consolidando a equipe na briga pela liderança contra o Bayern de Munique, que joga ainda neste sábado com o Arminia Bielefeld. O Wolfsburg, por sua vez, segue caindo de rendimento, em sétimo lugar, com 20 pontos.

O time aurinegro começou perdendo ao sofrer um gol marcado por Weghorst logo aos dois minutos, mas conseguiu reagir, apesar de ter demorado. O empate saiu aos 35, quando Emre Can converteu um pênalti assinalado após entrada perigosa de Lacroix sobre Marco Reus, um dos destaques da partida. Depois de sofrer a falta que originou a penalidade, Reus deu a assistência para Malen fazer o segundo gol do Borussia, aos dez do segundo tempo.

Então, quando o cronômetro marcava 27 minutos, Marco Rose chamou Haaland para entrar no lugar de Malen e viu o jovem de 21 anos fazer aquilo que está mais acostumado, mesmo depois de mais de um mês parado. Oito minutos após entrar em campo, o norueguês aproveitou cruzamento de Brandt na área para se lançar em direção à bola e coroar o retorno com gol e vitória.

Animado com o retorno do artilheiro, o Dortmund volta a campo no próximo sábado para um confronto direto pela liderança contra o Bayern de Munique, no Signal Iduna Park. No mesmo dia, o Wolfsburg joga contra o Mainz, na casa do adversário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.