Hamburgo demite técnico após início ruim no Alemão

O Hamburgo anunciou nesta terça-feira a demissão do técnico Thorsten Fink, que acabou não resistindo a um decepcionante início de campanha no Campeonato Alemão. O time acumula quatro pontos em cinco jogos e ocupa a 15.ª posição da competição, logo acima do Nuremberg, clube que hoje encabeça a zona de rebaixamento.

AE-AP, Agência Estado

17 de setembro de 2013 | 08h45

O presidente do Hamburgo, Carl Jarchow, disse que o treinador de 45 anos foi avisado sobre a demissão na noite de segunda-feira. "Foi uma decisão difícil. Nós trabalhamos bem juntos por dois anos", lembrou o dirigente.

O diretor esportivo do Hamburgo, Oliver Kreuzer, disse que a diretoria do clube já não via Fink capaz de reverter o quadro atual do time e revelou que o comandante ficou "chocado" quando soube que seria demitido.

O dirigente também informou que Rodolfo Esteban Cardoso assumirá a direção da equipe de forma interina pela segunda vez, auxiliado por Otto Addo, ex-jogador que treina o time juvenil do Hamburgo.

A situação de Fink no cargo ficou insustentável depois da goleada por 6 a 2 sofrida diante do Borussia Dortmund, no último sábado, sendo que na segunda rodada deste Campeonato Alemão a equipe foi batida por 5 a 1 pelo Hoffenheim, em casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.