Hamburgo demite técnico após sofrer goleada

O Hamburgo anunciou nesta segunda-feira a demissão do técnico Bruno Labbadia, um dia depois da derrota para o Hoffenheim por 5 a 1, em partida válida pelo Campeonato Alemão, e três dias antes do segundo duelo com o Fulham pelas semifinais da Liga Europa.

AE-AP, Agência Estado

26 de abril de 2010 | 09h54

O presidente Bernd Hoffman explicou que o assistente-técnico Ricardo Moniz vai dirigir a equipe até o final da temporada. "Nós não podíamos e não queríamos continuar nesta situação", afirmou o dirigente.

A imprensa local afirma que Joachim Low, técnico da seleção da Alemanha, deve assumir o comando do Hamburgo, que teve três técnicos nas últimas três temporadas, após a disputa da Copa do Mundo, já que não deverá renovar o seu contrato com a Federação Alemã de Futebol.

Labbadia estava sob pressão há algumas semanas e sua demissão era esperada após a derrota de domingo para o Hoffenheim. A imprensa alemã especula que os jogadores teriam ficado felizes por terem provocado a demissão do treinador.

O técnico chegou ao Hamburgo no começo da temporada e chegou a sonhar com o título nacional após um início promissor no Campeonato Alemão. Mas a equipe caiu de rendimento e está apenas na sétima colocação. Além disso, Labbadia tinha problemas de relacionamentos com alguns dos principais jogadores da equipe, como Ruud van Nistelrooy e Mladen Petric.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolHamburgoBruno Labbadia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.