Jorge Núñez / EFE
Jorge Núñez / EFE

Hamilton lamenta jejum de poles na Fórmula 1: 'Sinto muita falta'

Inglês, que pode garantir sexto título neste domingo, confia em boa largada para brigar na corrida

Redação, Estadão Conteúdo

26 de outubro de 2019 | 18h42

Com chances de sacramentar o título da temporada neste domingo, Lewis Hamilton largará em quarto lugar no GP do México de Fórmula 1. E vai precisar de uma combinação de resultados para conquistar o hexacampeonato. O troféu, contudo, ficou um pouco mais longe na Cidade do México em razão do seu desempenho abaixo do esperado no treino classificatório.

Com 64 pontos de vantagem para o companheiro Valtteri Bottas, vice-líder da temporada que largará em sexto no México, Hamilton precisa somar 14 a mais que o finlandês para garantir o hexacampeonato.

De todo modo, o britânico se mostrou incomodado após o treino classificatório deste sábado. "Não faço a pole há algum tempo... Sinto muita falta", lamentou o competidor da Mercedes.

Após um forte início de campeonato, Hamilton vive certa irregularidade nesta segunda metade da temporada. Ele não fatura uma pole position há sete etapas, seu maior jejum desde 2015, quando largou fora da primeira posição também em sete corridas consecutivas.

"Um terceiro lugar seria possível. O último setor ficou todo prejudicado, mas, no geral, estou feliz hoje. Sabíamos que os outros carros estavam mais rápidos aqui. Sinto que tirei tudo do carro e sei que podemos ter uma boa corrida", analisou.

"Não foi o bastante para a pole, mas acho que tirei tudo do carro para nos colocar em uma posição para lutar amanhã, então espero que eu possa ter uma boa largada."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.