Andrew Yates/Reuters
Andrew Yates/Reuters

Hamilton promete ir à Rússia se Inglaterra avançar à final da Copa

Fã de futebol, piloto está preocupado porque partida contra a Suécia coincidirá com entrevista coletiva de treino classificatório

Estadão Conteúdo

05 Julho 2018 | 17h06
Atualizado 05 Julho 2018 | 18h54

Fã de futebol, o piloto Lewis Hamilton prometeu nesta quinta-feira que vai comprar uma passagem para Moscou para ver a final da Copa do Mundo, se a Inglaterra avançar à decisão. Antes disso, porém, ele está preocupado com as quartas de final. Mas não por causa da Suécia, rival deste sábado, mas porque o jogo vai coincidir com as entrevistas pós-treino do GP da Inglaterra, no mesmo horário da partida.

+ Mercedes lamenta 'dia doloroso' e Hamilton reclama de novo erro de estratégia

+ Após criticarem 'cai-cai' de Neymar, ingleses elogiam 'malandragem' de sua seleção

+ Zagueiro inglês diz que Colômbia foi a equipe mais 'suja' que ele já enfrentou

"Eu ia perguntar se há alguma punição para quem perde a entrevista coletiva no sábado. É negociável? Eu gostaria de assistir ao jogo, então... No outro dia, eu precisei assistir pelo celular, mas pelo menos eu consegui ver", disse Hamilton, nesta quinta, no tradicional Circuito de Silverstone.

No sábado, o treino classificatório será disputado entre as 10 horas e 11 horas (horário de Brasília). E a partida entre Inglaterra e Suécia terá início às 11 horas (pelo mesmo horário). Assim, Hamilton perderia o começo da partida por causa da entrevista coletiva. Isso, claro, se ele terminar entre os três primeiros colocados da sessão classificatória.

Hamilton admitiu que tem assistido a poucos jogos de futebol, mas que era muito fã quando criança. Nesta época, chegou a jogar na escola com o lateral Ashley Young, do Manchester United e da própria seleção inglesa.

 

"Quando eu era criança, eu era apaixonado por futebol. Colecionava todos os adesivos, álbuns, revistas. Lembro até de jogar bola com o Ashley no colégio. O futebol está no nosso DNA, isso é meio louco e muito empolgante", declarou o tetracampeão mundial.

Tão empolgante que o piloto já avisou que pretende viajar para Moscou para ver a final da Copa, caso a sua seleção avance à decisão, no dia 15. "Eu já agendei folga para este dia. É o próximo domingo, certo? Acho que sim, agendei folga neste dia. Porque quero estar na Rússia, para torcer pela seleção", declarou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.