Ricardo Duarte / Internacional
Ricardo Duarte / Internacional

Heitor valoriza disputa com Rodinei na lateral do Internacional

Revelação de 2019, jovem espera evoluir em 2020, mesmo com o ex-Flamengo na concorrência

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de janeiro de 2020 | 20h50

Uma das revelações do Internacional na temporada de 2019, o lateral-direito Heitor tem agora um forte concorrente na posição em 2020: Rodinei, campeão carioca, brasileiro e da Copa Libertadores pelo Flamengo. Promovido no ano passado pelo técnico Odair Hellmann, o garoto de 19 anos desbancou os então parceiros Zeca e Bruno. Agora quer se consolidar no time titular, mesmo com a concorrência.

"Toda concorrência é bem-vinda, até para não se sentir acomodado. Ano passado tive com o Bruno e com o Zeca o ano inteiro. Rodinei é um cara mais experiente, posso aprender muitas coisas com ele. Então eu vejo de uma forma muito positiva", disse o lateral-direito nesta quarta-feira, em entrevista coletiva no CT Parque Gigante, em Porto Alegre, sobre a chegada do ex-flamenguista.

Por conta de idade, Heitor sofreu com a inconstância no Internacional, especialmente nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro. Os erros cometidos serviram de lição para sua evolução. "Na minha primeira temporada tive muito aprendizado. Esse ano eu vou procurar a titularidade. Claro, com o tempo, as coisas vão acontecer naturalmente. Estou preparado. Venho treinando diariamente bem, estou me sentindo bem. Espero individualmente fazer um grande ano e que coletivamente e a gente ganhe títulos também", contou.

Sua primeira chance em 2020 pode ser nesta quinta-feira na estreia do Internacional no Campeonato Gaúcho. O clube colorado enfrenta o Juventude, às 21h30, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS). Cheio de mistério, o técnico argentino Eduardo Coudet, que fará a sua estreia no comando do time, não divulgou a escalação.

NOVO CT - O Internacional está cada vez mais próximo de realizar a construção de seu novo CT na cidade de Guaíba, na região metropolitana de Porto Alegre. Nesta quarta-feira, no gabinete do prefeito José Sperotto, o presidente Marcelo Medeiros assinou a escritura de doação do terreno.

"Vamos fazer de forma oficial um acréscimo na nossa área do CT de mais de 2 hectares, onde o Inter irá, em contrapartida, oferecer uma série de benefícios à comunidade de Guaíba. A nossa área ultrapassará os 90 hectares e, em um futuro próximo, daremos andamento a obra do nosso Celeiro de Ases. É a continuação da história. O Inter que chega a uma final da Copa São Paulo depois de 22 anos, e que tem na formação de atletas um dos seus pilares", destacou o presidente do clube.

O projeto do novo CT envolve a construção de 14 campos de dimensões oficiais, um miniestádio com capacidade para cinco mil pessoas, um prédio com ligação interna para abrigar tanto profissionais quanto a base, contando, inclusive, com hotelaria, e um campo coberto de grama sintética. Ainda existirá um Centro de Eventos, que contará com restaurante e Loja do Inter anexas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.