Oli Scarff/AFP
Oli Scarff/AFP

Helicóptero do dono do Leicester cai após a partida contra o West Ham

Proprietário da equipe mandante tinha o hábito de deixar o local de aeronave; ainda não há informações sobre vítimas

O Estado de S.Paulo

27 Outubro 2018 | 18h19
Atualizado 28 Outubro 2018 | 02h08

LEICESTER, Reino Unido - A partida entre Leicester e West Ham realizada neste sábado, pelo Campeonato Inglês, terminou em tragédia. O helicóptero do dono do clube mandante, Vichai Srivaddhanaprabha, caiu em um estacionamento do lado de fora do estádio e acabou explodindo. Ainda não há informações sobre vítimas fatais.

A aeronave decolou do meio do gramado após o empate em 1 a 1 entre as equipes. De acordo com fontes, o helicóptero caiu quase que imediatamente após deixar a arena. O então proprietário tinha o costume de deixar o local desta maneira.

O Leicester City informou que está auxiliando as autoridades com "um grande incidente" no estádio. Testemunhas relatam que viram o helicóptero cair logo após decolar do gramado do estádio, cerca de uma hora após a disputa entre o Leicester e o West Ham.

Ainda não há informações oficiais sobre possíveis vítimas a bordo da aeronave. A emissora britânica BBC afirma que familiares de Srivaddhanaprabha dizem que o dono do clube de futebol estava no helicóptero no momento da queda.

O ônibus com os jogadores do West Ham já havia deixado o local da partida quando o acidente ocorreu. No entanto, alguns jogadores do Leicester ainda estavam no local. Segundo o jornal britânico The Guardian, o goleiro Kasper Schmeichel foi visto próximo ao local, chorando.

A polícia ainda não se pronunciou sobre o caso. Mais cedo, o Chefe-Assistente do Departamento de Incêndio e Resgate de Leicester informou apenas que o acidente era "claramente sério e trágico" e pediu que "não se especule a causa ou quem poderia estar envolvido" no acidente.

Agentes do Departamento de Investigações de Acidentes Aéreos da Polícia de Leicester estão investigando o caso. 

Srivaddhanaprabha, que também é dono da rede de duty free King Power, é considerado pela Forbes como a quinta pessoa mais rica da Tailândia, seu país natal. O bilionário adquiriu o Leicester City em 2010, providenciando os fundos que ajudaram a equipe na improvável vitória da Premier League em 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.