Henrique Almeida é suspenso por gesto obsceno e desfalca Grêmio

Atacante mostrou o dedo médio para torcida do clube

Estadão Conteúdo

19 Outubro 2016 | 23h22

O atacante Henrique Almeida, do Grêmio, foi suspenso por dois jogos, nesta quarta-feira, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Ele foi punido por ter feito gesto obsceno contra a própria torcida em partida válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR.

O jogador fez o gesto a torcedores que o criticavam após deixar o gramado, no jogo disputado no dia 21 de setembro, na Arena Grêmio. Nesta partida, o time gaúcho eliminou o rival nos pênaltis e avançou às quartas de final, cujo confronto de volta acontece na noite desta quarta, contra o Palmeiras.

No julgamento do STJD, a maioria dos auditores decidiu pela suspensão do jogador por duas partidas. O gesto obsceno não foi registrado pela arbitragem na súmula da partida, mas foi flagrado por câmeras de TV. Foi o suficiente para sustentar a denúncia contra o jogador, que já pediu desculpas pelo gesto.

O pedido foi usado pela defesa do jogador no julgamento desta quarta. "Houve a comprovação de punição e o pedido de desculpas do atleta. A defesa ressalta que a mesma repercussão do fato repercutiu também no pedido de desculpas. Não houve qualquer prejuízo na partida e sequer foi citado em súmula. A repercussão ocorreu apenas pela imprensa", disse Marcelo Mendes, que não teve sucesso ao tentar evitar a punição aplicada ao gremista.

Com a punição, Henrique Almeida cumprirá sua suspensão na Copa do Brasil se o Grêmio alcançar a semifinal. Caso contrário, o reserva deveria executar a punição no Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.