Henrique é apresentado como novo reforço do Palmeiras

Zagueiro já tem que explicar o porquê de usar uma pulseira preta e branca, cores do rival Corinthians

Daniel Akstein Batista, O Estado de S. Paulo

31 de janeiro de 2008 | 21h30

O zagueiro Henrique foi apresentado nesta quinta-feira na Academia de Futebol após muita conversa e tempo de espera - ele aguardava a resolução de um problema jurídico com seu ex-clube, o Coritiba. Assunto resolvido, o atleta de 21 anos fez seu primeiro treino no Palmeiras e já teve de responder questões sobre o Corinthians.No braço direito do zagueiro, uma pulseira de duas cores. Justamente as do rival do Parque São Jorge, preta e branca. "É um medalhão da sorte para mim, ganhei de um familiar", justificou. "O que importa é que estou vestindo a camisa do Palmeiras." Apesar da pulseira, Henrique já teve cuidados antes mesmo de encontrar os jornalistas. Avisado da rivalidade entre Palmeiras e Corinthians, resolveu tirar a camisa preta que vestia para colocar uma de seu empresário, toda branca. "Falaram para eu trocar", entregou.Como realizou toda a pré-temporada com o Coritiba, além de quatro jogos no Campeonato Paranaense, o zagueiro garante estar em forma e já deve ficar com a vaga de titular no jogo de amanhã, contra o Noroeste, fora de casa - Dininho, que foi mal na derrota de anteontem para o Ituano, por 1 a 0, iria para a reserva. "Já fiz um bom trabalho no Coritiba, agora quero algo mais na carreira", falou. "Passei 10 anos honrando a camisa verde do Coritiba, agora estou num Verdão maior ainda."Contratado por R$ 6 milhões, Henrique diz que ficou impressionado com o valor. "Por ser no Brasil, me surpreendi sim", admitiu.

Tudo o que sabemos sobre:
Paulistão A-1Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.